Banda larga popular já está presente em mais de 4.500 municípios brasileiros

Por Redação | 12.03.2014 às 11:01

A Banda Larga Popular faz parte do Plano Nacional de Banda Larga do Governo Federal e tem por objetivo popularizar a internet banda larga, levando a conexão de alta velocidade a preços acessíveis para todos os municípios onde o serviço comercial não chega.

A internet, que é ofertada pelas concessionárias que firmaram acordo com o governo federal em 2011, chegou a 4.523 municípios brasileiros no final do ano passado, informou um comunicado do Ministério das Comunicações. A meta é, até o fim deste ano, atender todas as cidades do país com pacotes de 1 Mbit/s que custam R$ 35. O número atual representa 81% do total de municípios no Brasil.

PNBL

Entre os 734 novos municípios atendidos no último trimestre de 2013, a maioria (414) está localizada na região Nordeste, nos Estados de Alagoas, Ceará, Piauí, Paraíba, Maranhão, Rio Grande do Norte e Sergipe. A lista atualizada de cidades atendidas já está disponível no site do Ministério das Comunicações.

"A intenção dessa divulgação é permitir que o cidadão saiba onde já existe a oferta, para que ele possa cobrar a prestação do serviço no município onde reside", explica o diretor de Banda Larga do Ministério, Artur Coimbra.

Acordos com as teles

Segundo os documentos assinados entre o Ministério das Comunicações e as concessionárias de telefonia fixa, todos os municípios brasileiros deverão contar com a oferta de internet em alta velocidade até dezembro de 2014.

Em outra frente, a Telebras, empresa responsável pela execução do PNBL, também está trabalhando para levar banda larga a todas as cidades do país. A estatal já construiu mais de 25 mil km de redes de fibras ópticas, capazes de atingir, inclusive, localidades onde ainda não há oferta por parte das empresas privadas.

PNBL 2.0

O Governo Federal estuda atualizar o Programa Nacional de Banda Larga ainda este ano, o que está sendo chamado de "PNBL 2.0". A ideia é que a revisão foque, principalmente, nas redes fixas super rápidos e o acesso móvel em smartphones e tablets.