Artistas processam YouTube por direitos de reprodução

Por Redação | 26 de Dezembro de 2014 às 08h10
photo_camera Divulgação

O YouTube vai terminar o ano se preparando para mais um caso judicial – e dos grandes. Irving Azoff, um dos agentes musicais mais famosos do mundo, comprou uma briga com o Google e já acionou os seus advogados.

Azoff pede a quantia de US$ 20 bilhões para o site de compartilhamento de vídeos, pois afirma que ele não possui licença de reprodução de conteúdo de alguns dos artistas que representa. Entre eles, estão Pharrell Williams, Eagles e John Lennon.

De acordo com informações do The Hollywood Reporter, são cerca de 20,000 músicas reproduzidas no YouTube de maneira não autorizada pela empresa GRM (Global Music Rights). Em novembro, Azoff contou em seu Twitter que eles se recusam a provar que possuem algum direito de reprodução.

Em entrevista à fonte, o agente também afirma que a ação é só contra o YouTube, não contra serviços semelhantes a ele. O motivo seria o fato da companhia ter sido a que menos cooperou, além de ser a maior infratora, segundo os seus clientes.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!