Apenas 63% dos e-mails enviados chegam até a caixa de entrada dos brasileiros

Por Redação | 28.11.2012 às 10:20

Uma pesquisa feita pela Return Path mostrou que apenas 63% dos e-mails enviados chegam até a caixa de entrada dos brasileiros, 6% a menos que a média de entrega na América Latina. 19% dos emails correspondem às mensagens consideradas como spam e os outros 18% a e-mails bloqueados pelos próprios usuários.

"O Brasil ainda enfrenta muitos desafios para melhorar sua entregabilidade. Isso porque ainda é um mercado que tem um longo caminho de amadurecimento e entendimento das práticas exercidas para tornar as campanhas de email mais eficientes", ressalta Louis Bucciarelli, Country Manager da Return Path no Brasil.

O mundo dos games leva o troféu no quesito pior entregabilidade. O estudo apontou que apenas 32% dos e-mails enviados pelo setor chegam até a caixa de entrada de seus destinatários. Isso é praticamente metade do que as campanhas de mídia conseguem entregar (63%).

A Europa é a região do globo que possui as melhores taxas de entrega: 84%. Outro dado curioso levantado pela pesquisa é que emails relacionados a serviços financeiros têm as maiores chances de não serem entregues ou serem bloqueados. Para chegar a estes resultados, o estudo rastreou caixas de entrada, bloqueios e taxas de filtragem de mais de 315.000 campanhas.

George Bilbrey, co-fundador e presidente da Return Path, dá a dica: "Muitas vezes, profissionais de marketing sentem que o retorno dos investimentos é tão bom que alguns emails voltando não significam nada. Mas o que parece ser um problema nominal pode, na verdade, ser algo muito mais sério, se os destinatários começarem a associar essas marcas com spam e tomar decisões com base nessa percepção."