Claro é única operadora a bater metas da Anatel para acesso à web em outubro

Por Redação | 24 de Novembro de 2013 às 13h23

A Anatel divulgou nesta sexta-feira, dia 22, dados referentes à medição de outubro da banda larga no Brasil. Foram medidas tanto a banda larga fixa quanto a móvel em vários Estados do Brasil. As medições foram realizadas em prestadoras com mais de 50 mil clientes.

As medições da banda larga fixa foram feitas nos computadores de voluntários, através da instalação de um software, que acompanhou vários indicadores da qualidade e velocidade das conexões. Já a banda larga móvel foi acompanhada medindo-se as taxas de transmissão média e instantânea, e, ao invés de voluntários, utilizaram medidores em participantes do Projeto Banda Larga nas Escolas Públicas.

Além disso, um aplicativo foi criado pela EAQ, Entidade Aferidora da Qualidade, para iOS e Android. O programa colhe informações sobre a qualidade da conexão, mas sem comprometer a segurança nem interceptar dados dos usuários.

Segundo a Anatel, o maior problema para as prestadoras de serviço é a banda larga móvel, e das operadoras de telefonia, a Claro foi a única a alcançar as diretrizes da Anatel para a conexão com a internet, que é de 98%, oscilando entre 98 e 99%. Já a Oi variou entre 95 e 96%, enquanto TIM e Vivo mantiveram 96%. No que diz respeito às quedas de ligações, acesso à internet pela banda larga fixa e ao acesso à rede de voz, todas as operadoras atingiram as metas estabelecidas.

Já nos dados sobre reclamações de clientes, a Claro foi para o fim da lista, sendo a única a não atingir a meta, e em primeiro lugar (com menos reclamações) ficou a TIM. No tocante a denúncias, a Oi foi a que teve o maior número, e a Vivo, o menor.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.