Brasil: Agência reguladora quer transformar web em 'grande fórum de discussões'

Por Redação | 19.04.2013 às 15:16

Na última quinta-feira (18), a Agência Nacional de Autorregulação da Internet (Anarnet) começou seus trabalhos. A agência reguladora brasileira é uma iniciativa privada que foi fundada em 2011 com o objetivo de definir diretrizes de conduta ética para as relações na internet.

Para realizar suas atividades, a Anarnet conta com a ajuda de todos os usuários brasileiros da web para promover debates sociais sobre assuntos relacionados ao mundo virtual.

"Os usuários são fundamentais para o progresso da agência, é uma agência que pode influenciar o mundo inteiro [...] Nesse sentido será criada uma rede de discussão própria, inédita no Brasil onde os usuários poderão oferecer as suas opiniões para capacitação, fomento, integração, desenvolvimento, inovação, estratégias, tecnologia, convergência de telecomunicação, concorrência e competitividade, valoração da liberdade de expressão, valoração da dignidade da pessoa humana", explicou Antônio Luís Guimarães de Álvares Otero, vice-presidente da Anarnet, à revista Info.

Basicamente, a agência pretende coletar a opinião da sociedade e de diversas empresas para tentar transformar a internet em um "grande fórum de discussões", conforme a explicação de Antônio Luís.

Apesar de não existirem informações muito concretas sobre o funcionamento da agência, ela pode ser comparada ao Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar), que é responsável por proteger as campanhas publicitárias da influência do Estado.

Porém, no caso do Conar, existe um controle em relação ao conteúdo das propagandas. Por exemplo, caso o conteúdo do anúncio seja considerado ofensivo por boa parte da população, ele é retirado do ar. Mas Antônio disse que ainda não sabe se o mesmo tipo de punição será aplicado a páginas da web.

"É um tema muito polêmico e que precisa ser analisado. A Anarnet irá criar normas para disciplinar onde começa a dignidade da pessoa humana e termina a liberdade de expressão, que será traduzido em ementas técnicas", explica.