A conectividade da América Latina tem evoluído, porém requer mais ação

Por Colaborador externo | 06 de Maio de 2014 às 08h01

Por Jordi Botifoll*

O Fórum Econômico Mundial divulgou seu Relatório Global de Tecnonogia da Informação (Global Information Technology Report), que compara os países da América Latina em 54 indicadores globais do Networked Readiness (Índice de Preparo de Conexão em Redes). O veredito regional: alguns países iniciaram a expansão da infraestrutura de banda larga, porém a melhor qualidade de conectividade em todo o território continua sendo uma das maiores barreiras para o desenvolvimento da região.

Há resultados positivos em alguns países como Chile, por exemplo, que está entre os 25 melhores do mundo, devido ao esforço constante do governo na expansão da infraestrutura de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), estimulando a utilização das mesmas. O Panamá está subindo rapidamente no ranking global, apenas oito posições atrás (na 43ª posição do ranking global), impulsionado pelo reconhecimento das TICs pelo governo como um fator crítico de crescimento econômico. E a Costa Rica, o Uruguai e a Colômbia reconhecem o mérito da concentração de esforços na adoção das TICs (em internet, telefones celulares e banda larga), bem como na ampliação de tecnologias acessíveis.

No entanto, muito mais ainda pode ser feito para acelerar a expansão das TICs, possibilitando o desenvolvimento econômico e social em toda a região. Questões gerais como a redução de burocracia da política regulamentadora, por exemplo, aumento de habilidades gerais em tecnologia da informação e foco em inovação e empreendedorismo demandam atenção. Mas o foco principal deve ser concentrado especialmente na abordagem de duas questões principais na América Latina:

  1. A expansão da infraestrutura da banda larga para garantir conectividade contínua, especialmente por meio do acesso wireless. Empresas e governos da região têm redobrado os esforços em expansão e atualização da infraestrutura da banda larga, de cronograma, do custo inicial de investimento com fio fixo e dos desafios geográficos regionais relacionados à banda larga wireless como a melhor maneira de chegar à maioria da população que reside em áreas sem acesso. O desafio crucial na expansão de rede wireless é a liberação de espectro de 700 MHz na banda, o que é mais adequado para o acesso de alta velocidade sem fio. A região da América Latina tem uma oportunidade única de acelerar esse processo através de leilões desta faixa do espectro em 2014.
  2. Transformar a prestação de serviços públicos, especialmente em educação, saúde e justiça, através de conectividade e TIC. Com o rápido crescimento econômico em toda a região resultando em crescimento da renda per capita, e na elevação de dezenas de milhões de pessoas para a "classe média", cada vez mais os cidadãos latinoamericanos exigem melhores serviços públicos de seus governos. Prefeitos e líderes nacionais podem utilizar o poder das TICs e da conectividade de banda larga para melhorar a gestão de governo, a prestação de serviços básicos além de providenciar engajamento com os eleitores locais. Tecnologias colaborativas de vídeo podem proporcionar interações em tempo real num vasto território geográfico, dispositivos embutidos com sensores podem medir as condições ambientais para melhorar a gestão dos recursos, de prestação de serviços eletrônicos de governo e o acesso à banda larga em conjunto promove uma maior interação com o governo.

Uma ação concreta nestas áreas ajudará as economias locais a utilizarem o poder das TICs para o desenvolvimento. A lista dos top 10 entre os 148 países do Índice de Preparo de Conexão em Redes (NRI) consiste em pequenos países desenvolvidos como a Finlândia, Singapura e Suécia, mas países maiores, como os EUA , Reino Unido e Coréia do Sul também estão presentes. Os países da América Latina iniciaram o processo de união a esta seleção avançada de preparo de conexão em rede, o que é necessário agora é progresso contínuo.

*Jordi Botifoll é presidente da Cisco para América Latina.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.