A Internet pode ser desligada?

Por Redação | 09 de Julho de 2013 às 15h28

Em tempos de conspiração, Snowden e espionagem, até a mais absurda das ideias entra no campo das possibilidades: existiria uma forma de desligar a Internet? Recentemente, o parlamentar russo Ruslan Gattarov questionou se seria possível haver protocolos para controlar, e eventualmente desligar, a internet em todo o planeta.

Para ele, somente os Estados Unidos estariam com esse poder em mãos – uma ideia que se tornou um pouco menos impossível após os escândalos do PRISM – mas, na opinião dele, essa ação deveria ser controlada por uma organização internacional, como a União Internacional das Telecomunicações (UIT), controlada pela ONU. Contudo, desligar a internet é realmente possível?

Segundo Tim Berners-Lee, o “pai da internet”, a rede não pode ser desligada, uma vez que foi projetada justamente para que isso não acontecesse. As conexões são distintas, compondo a Internet de forma descentralizada. Assim, mesmo que parte dela fosse quebrada, teríamos então duas ou mais webs diferentes funcionando em paralelo.

“Desligar a internet seria bem impossível a uma altura dessas”, afirmou Jim Cowie, co-fundador do Renesys, um sistema de monitoramento da internet, em entrevista à CNN.

DNS e IP

A Internet é uma rede de máquinas identificadas, cada qual por seu IP, que é um número que permite endereçá-las. Para facilitar o uso da rede, usamos o DNS para codificar essas longas combinações numéricas em endereços com letras. Os servidores que fazem essa tradução estão espalhados por todo o planeta, portanto, mesmo que alguns deles sejam desligados, a internet não seria afetada de forma permanente.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.