Samsung turbina SmartThings em busca de mais aparelhos e acesso offline

Por Fidel Forato | 02 de Novembro de 2019 às 22h00
Tudo sobre

Samsung

Saiba tudo sobre Samsung

Ver mais

O hub SmartThings, da Samsung, já foi a bola da vez da Internet das Coisas (IoT) e estava na maioria das configurações domésticas inteligentes pela facilidade de uso, mas isso em 2017. Agora que quase todos os dispositivos domésticos inteligentes usam Wi-Fi regular, o SmartThings não é tão essencial quanto costumava ser, mas a Samsung ainda tem grandes planos para sua plataforma, conforme revelado na Samsung Developer Conference 2019, com o SmartThings Device SDK Beta.

Antes de tudo, a Samsung busca solucionar um dos mais chatos problemas do SmartThings: a compatibilidade do dispositivo. Qualquer empresa já pode adicionar o suporte SmartThings a seus produtos, mas, para parecer compatível dentro do aplicativo (por exemplo, o nome do produto aparecer na categoria adequada), a companhia precisava ter vínculos com a Samsung. Isso significava que fabricantes menores frequentemente obrigavam que os usuários conectassem seus dispositivos manualmente ao SmartThings, o que não é tão prático.

A solução da Samsung para esse problema é o SmartThings Device SDK Beta, que será lançado em 2020. Isso permitirá que mais empresas criem produtos compatíveis com SmartThings, e um novo centro de certificação global reduzirá o tempo necessário para aprovar produtos de terceiros.

SmartThings, da Samsung, usa IoT para conectar aparelhos 

Falando em mais dispositivos, a Samsung também anunciou parcerias para o SmartThings. Em janeiro de 2020, o hub estará integrado com o Connected by August, da Yale, e o EMPowered Lock, da Emtek, ambos aplicativos de segurança para bloqueio de portas.
A empresa de soluções para iluminações, Acuity também desenvolverá luzes que se conectam diretamente por meio do SmartThings, sem hubs ou contas adicionais. A Tuya, fabricante de plugues inteligentes e lâmpadas, também está trabalhando em estreita colaboração com a Samsung para certificar seus produtos.

A Samsung busca tornar o SmartThings uma plataforma de automação mais poderosa, semelhante ao IFTTT ou ao Kasa Smart Actions, da TP-Link, com uma nova API para fabricantes de dispositivos. Por exemplo, você pode dizer ao assistente virtual Bixby que você está pronto para assistir a um filme, e então as luzes da sala diminuem, as persianas se fecham, o termostato pode mudar, e mais coisas do tipo.

A Samsung planeja que a API funcione localmente para que uma perda na conexão à Internet (ou uma interrupção do servidor SmartThings ) não prejudique nada, ou seja, que tudo continue de maneira offline.

Logo você começará a ver mais dispositivos com os hubs SmartThings integrados, se depender da Samsung.

Fonte: Android Police

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.