Inteligência artificial do Google capaz de fazer reservas é lançada nos EUA

Por Felipe Demartini | 22 de Novembro de 2018 às 11h40
Tudo sobre

Google

A Google liberou nesta semana, mesmo que para um número extremamente limitado de usuários, a Duplex AI, sistema de inteligência artificial capaz de fazer reservas pelo telefone. Por enquanto, a novidade está disponível apenas em quatro cidades dos Estados Unidos e somente para alguns donos de smartphones da linha Pixel, que podem utilizar o recurso para realizarem reservas só em restaurantes.

De acordo com a empresa, a ideia deste lançamento em estágio preliminar é não apenas testar o recurso, mas também garantir uma boa experiência para usuários e estabelecimentos. Desde já, a Google alerta aos residentes de Atlanta, Nova York, São Francisco e Phoenix que o sistema pode não funcionar como deveria, gerando certa dificuldade de entendimento ou até mesmo marcações erradas.

Por isso, a indicação é checar o resultado das reservas sempre que elas forem realizadas, uma vez que o rol de serviços, agora, é mais extenso e não resumido apenas a restaurantes que já possuem parceria com a Google e, sendo assim, estariam mais preparados para receberem ligações da Duplex. A IA é capaz de falar somente em inglês e responder a comandos simples, longe da naturalidade exibida durante seu anúncio, em maio.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O funcionamento para quem já possui o recurso é básico. Ao ouvir “Ei Google, reserve uma mesa no bairro de Manhattan”, por exemplo, a assistente exibe uma lista de estabelecimentos divididos por visitações anteriores registradas, tipo de cozinha, valor e estrelas, por exemplo. Clicar em um deles ou falar o nome faz com que o sistema pergunte para quantas pessoas deve fazer o agendamento e em que dia e janela de horário para, na sequência, efetuar a ligação. Os cancelamentos podem ser feitos ao toque de um botão, mas estão limitados a uma chamada por dia.

Do outro lado, estabelecimentos podem optar por não receberem ligações automatizadas por meio do cadastro no Google My Business, com o usuário recebendo essa indicação ao tentar realizar a reserva de forma automática. Além disso, há um limite máximo de 10 pessoas por mesa e os agendamentos somente podem ser realizados para o ano corrente, apesar de a gigante garantir pleno funcionamento com, no máximo, uma semana de antecedência.

A Google também tomou medidas de segurança para proteger tanto seu próprio negócio quanto quem está do outro lado da linha. Todas as ligações começam com um alerta de que o atendente está falando com um sistema automatizado de reservas e que a chamada está sendo gravada. Caso a pessoa não deseje que isso aconteça, a chamada é desconectada ou, então, transferida a um atendente da própria empresa, que explica a situação e faz apontamentos sobre o caso, de forma a excluir o estabelecimento da lista de “compatíveis” com a inteligência artificial.

Exibida durante a edição deste ano da Google I/O, o evento da gigante para a comunidade de desenvolvedores de software, a assistente foi um dos destaques. Ela estava em testes desde o início do segundo semestre em um grupo de algumas dezenas de usuários e, agora, ganha mais espaço, apesar de ainda estar bem longe de uma disponibilização generalizada. A própria empresa afirma que a liberação será cada vez maior, mas lenta, de forma a acompanhar o desenvolvimento da tecnologia em si.

Fonte: VentureBeat

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.