Alibaba fecha acordo para melhorar proles de porcos usando IA

Por Redação | 16 de Fevereiro de 2018 às 07h47
Tudo sobre

Alibaba

A China é a maior fornecedora, consumidora e importadora de carne de porco do mundo. Agora, trata essa preferência com inteligência artificial a fim de melhorar a criação dos animais.

Em 2017, o país asiático produziu 53,5 milhões de toneladas de porco, e sua atenção a esse animal é tanta que desde 2007 a China mantém uma reserva para controlar os preços da carne.

De olho nesse mercado, a Alibaba, gigante asiática do comércio eletrônico, fechou um acordo com o Grupo Tequ, conglomerado chinês de alimentos que cria cerca de 10 milhões de porcos por ano, para implantar um programa de reconhecimento facial e vocal nas fazendas.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O software será capaz de identificar cada porco por meio de uma marca colocada no corpo do animal. Dados como raça, idade e peso serão arquivados e vão ajudar no monitoramento da saúde do espécime.

Prole saudável

Será possível perceber o nível de aptidão física do porco e até se ele está doente — isso ajudaria a evitar a disseminação de alguma doença na fazenda.

A IA também vai calcular quais são as porcas que possibilitarão uma prole mais saudável.

A Alibaba não se restringe ao mercado de porcos para desenvolver tecnologias. Sua unidade de IA e computação na nuvem criou o programa ET Brain, utilizado para controle de tráfego e planejamento urbano, gestão aeroportuária e até para diagnosticar doenças.

Fonte: Quartz

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.