UPS vem entregando encomendas nos EUA com caminhões autônomos

Por Rafael Arbulu | 16 de Agosto de 2019 às 22h30

A UPS, empresa de entrega de encomendas dos Estados Unidos, vem sorrateiramente testando a entrega de cargas de baixa demanda entre as cidades de Phoenix e Tucson, no estado do Arizona. “Grande coisa, Canaltech”, você deve ter pensado: a novidade, porém, é que a empresa está usando a rota para testar seus caminhões de direção autônoma.

Segundo informações divulgadas recentemente pela empresa, os testes são resultados de uma parceria firmada entre a UPS e a startup de caminhões de dirigibilidade autônoma TuSimple, que utiliza caminhões da Navistar que embarcam a sua própria tecnologia de direção. De acordo com a UPS, a startup está “ajudando a companhia a entender melhor os requerimentos de direção autônoma nível 4 de caminhões em sua rede logística”.

A UPS, serviço de entregas de encomendas e correspondência dos EUA, está testando o uso de caminhões de direção autônoma entre cidades no estado do Arizona

“Nível 4” refere-se à escala praticada por engenheiros e especialistas no setor de direção autônoma: esse nível engloba, especificamente, veículos que são totalmente capazes de se dirigirem sozinhos (100% de autonomia), mas que estão “travados” a uma rota específica por comandos de GPS.

No caso da UPS, os caminhões atuam entre Phoenix e Tucson, uma distância média de 130 milhas (ou 209,2 quilômetros) e apenas com cargas de baixa demanda. Então não, não estamos falando das suas compras na Amazon, mas sim de cargas de equipamentos comerciais de baixo valor, de empresas para empresas.

Os caminhões da UPS ainda contam com dois ocupantes: um motorista que serve de backup e um engenheiro que monitora o sistema e assegura seu funcionamento. A empresa não informou dados de sucesso (ou fracasso) dos testes, então não sabemos qual a frequência por onde um motorista humano teve que assumir o volante.

Os testes da UPS envolvem a entrega de equipamentos comerciais de baixa demanda, e os caminhões transitam cerca de 230 quilômetros de distância, com engenheiro e motorista dentro do veículo para assumirem em caso de imprevistos

A UPS não é a primeira a tentar algo do tipo, embora o teste a coloque como uma das mais avançadas no setor: Kodiak, Einride, Waymo e Daimler são algumas das empresas que têm brincado com o desenvolvimento de caminhões autônomos. A Uber tinha um projeto de SUV autônoma, mas descontinuou seus planos após um veículo de testes se envolver na morte de um pedestre em março de 2018.

Finalmente, as ações de parceria da UPS parecem reforçar o seu recente acordo comercial com a Amazon: a empresa possui projetos relacionados à entrega de encomendas por drones e já emprega o uso de caminhões elétricos para entregas em todo o território estadunidense. Todas essas searas possuem algum projeto similar na Amazon.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.