Microsoft anuncia nova versão do Kinect voltada para aplicações de I.A.

Por Ramon de Souza | 07 de Maio de 2018 às 13h56
Divulgação

Engana-se quem pensou que o Kinect, sensor de movimentos criado pela Microsoft, havia morrido. Embora a gigante de Redmond tenha realmente anunciado o fim da fabricação do acessório para sua área de games (visto que ele não andava fazendo muito sucesso entre os donos do Xbox One), a companhia guardou sua tecnologia na gaveta e acaba de redesenhá-la para uso em projetos profissionais.

Estamos falando do Project Kinect for Azure, que foi anunciado nesta segunda-feira (7) pela companhia durante sua conferência Build 2018, que está acontecendo na cidade de Washington, nos EUA. Trata-se, como seu nome sugere, de uma edição renovada do sensor feita para ser integrada em projetos na plataforma de computação em nuvem Azure, muito utilizada por desenvolvedores para criar aplicações diversas.

A ideia da empresa é que o novo Kinect possa ser usado para soluções de inteligência artificial, especialmente naqueles que se referem ao conceito de ambient intelligence (ou seja, ambientes que reagem na presença de pessoas, como gôndolas interativas em lojas de roupas, por exemplo). Basicamente, o sensor deixou de ser um produto “pronto” e passou a ser um componente que pode ser integrado em qualquer projeto criativo.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O novo Kinect possui algumas melhorias técnicas: ele conta com o dobro de resolução (1024x1024 pixels contra apenas 640x480 pixels da edição anterior) e maior sensibilidade para ambientes com luz do sol direta, aumentando sua responsividade até mesmo em locais com bastante claridade. Além disso, o conjunto de sensores ficou bem mais compacto — ainda menor do que a versão empregada nos óculos de realidade mista HoloLens.

Até o momento, a Microsoft não especificou como o Project Kinect for Azure será comercializado ou quando os desenvolvedores poderão colocar as mãos na novidade.

Fonte: VentureBeat, Engadget

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.