Google terá uma nova empresa-irmã de IA para pesquisar medicamentos

Google terá uma nova empresa-irmã de IA para pesquisar medicamentos

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 08 de Novembro de 2021 às 11h08
DragonImages/Envato

A Alphabet, empresa-mãe proprietária do Google, anunciou o lançamento de uma companhia de inteligência artificial focada na descoberta de drogas para a criação de medicamentos inéditos. O Isomorphic Laboratories ficará sediado no Reino Unido e usará a tecnologia de outra subsidiária do grupo, a DeepMind, para acelerar o desenvolvimento de remédios para doenças ainda sem cura ou com potencial devastador para a humanidade.

A DeepMind possui uma IA chamada AlphaFold2 supostamente capaz de prever a forma de cada proteína do corpo humano com uma precisão quase perfeita. Isso possibilitaria, por exemplo, antever possíveis doenças ou desenvolver medicamos eficazes para combater enfermidades a partir desse mapeamento das sequências de aminoácidos.

O algoritmo desenvolvido pode ajudar no trabalho de identificar as estruturas de proteínas para entender como elas se comportam, de modo preditivo. A DeepMind chegou a liberar uma base em código aberto, mas ainda não houve nenhum desenvolvimento significativo nesse segmento, o que poderia ocorrer com o trabalho do Isomorphic.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Com a adição da IA nas pesquisas, a Alphabet estima que o tempo de descoberta de tratamentos inovadores possa ser bastante reduzido, embora ainda sejam necessários vários anos na condução de testes clínicos.

Combate às doenças mortais

A DeepMind acredita que a sua tecnologia ajudará a encontrar a solução para a Doença de Chagas e a Leishmaniose, que vitimam milhares de pessoas em todo mundo todos os anos. Ambas são enfermidades sem vacina que se proliferam rapidamente em grandes cidades devido aos vetores de transmissão — o barbeiro, na primeira, e os mosquitos infectados, na segunda.

Essas são as estruturas tridimensionais mapeadas de proteínas da Malária, Tuberculose, Escherichia coli e levedura de fissão (Imagem: Reprodução/DeepMind)

Entre os principais funcionários da Isomorphic Labs estão cientistas, engenheiros de dados e especialistas em aprendizado de máquina. A expectativa é que a companhia faça parcerias com laboratórios já consolidados no mercado para atuar como um braço de inteligência tecnológica, voltado para a pesquisa.

Fato é que a nova empresa surge como uma das pioneiras no emergente ramo da "biologia digital", um conceito relativamente novo e impulsionado pelo crescente poder computacional. Com o apoio da Alphabet e das demais companhias-irmãs, é bem possível que Isomorphic Labs inaugure um período bastante produtivo de descobertas biomédicas com uso de inteligência artificial e das bases algorítmicas.

Fonte: Isomorphic Labs  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.