Funcionários da Apple estão furiosos com o novo campus da empresa

Por Redação | 08 de Agosto de 2017 às 15h12

Depois de anos de planejamento, a Apple recentemente começou a se mudar para seu campus gigantesco em formato de espaçonave, que consumiu US$ 5 bilhões. Mas essa estrutura imponente está gerando controvérsias entre os funcionários da empresa.

A estrutura em Cupertino é composta por mais de 3.000 painéis curvos de vidro, que tiveram que ser projetados especificamente para o prédio. Planejada para funcionar com energia 100% renovável, a nova e maciça sede da Apple apresenta uma série de peculiaridades arquitetônicas interessantes, que tem como objetivo tornar os 12 mil funcionários que trabalham lá mais produtivos e propensos a colaborar com colegas.

A ideia do projeto era transformar o local de trabalho em um ambiente aberto e com espaço para o fluxo de pessoas em seu interior. A sede tem grandes áreas onde as diferentes equipes atuam conjuntamente. Jony Ive, chefe de projeto da Apple, disse à Wired que o edifício é um lugar onde "as pessoas podem se conectar e colaborar, andar e conversar".

A nova sede da Apple

Mas alguns rumores podem desmanchar essa imagem de lugar ideal para trabalhar. Há relatos de que nem todos dentro da Apple estão entusiasmados com o novo ambiente de trabalho. A causa da insatisfação seriam os espaços de trabalho abertos, com grande fluxo de pessoas e contato com o desenvolvimento de cada equipe.

Em um episódio do seu podcast The Talk Show, o jornalista John Gruber revelou informações sobre como alguns funcionários da Apple enxergam as novas instalações. No programa, ele conta que Johny Srouji, vice-presidente de Tecnologia da empresa, ficou furioso quando viu as plantas da sede.

Ele não gostou nem um pouco da proposta colaborativa da empresa. A solução foi radical. Srouji e sua equipe construíram seu próprio edifício, do lado de fora do campus. Ou seja, o time de Srouji não está trabalhando nem nos espaços abertos nem internos: ele tem um espaço particular de atuação.

Internamente, a alegação é que isso aconteceu por uma questão de segurança, mas o que está por trás é que Srouji foi categórico: “F***-se, minha equipe não está funcionando desse jeito”.

No podcast, Gruber afirma: “Esta é uma história que não posso confirmar porque vem de terceira mão. Pode ser totalmente falsa, mas me parece verdadeira. E eu acho que pode ser facilmente verificada, porque, se for verdade, as pessoas saberão disso”.

Sede da Apple é alvo de descontentamento de funcionários

Esta não é a primeira vez que surgem rumores sobre a preocupação de engenheiros da Apple com a mudança para um ambiente de trabalho mais fluente e aberto. Programadores avaliam que essa opção talvez seja ruidosa e distrativa.

Existem escolas de pensamento que discordam sobre o tipo de ambiente de trabalho que permite aos funcionários serem mais produtivos. Por isso, seria de se esperar alguma controvérsia a partir do  momento em que os engenheiros foram forçados a entrar em um novo ambiente de trabalho.

Fonte: BGR

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.