Cientistas criam sistema de autenticação a partir do coração do usuário

Por Redação | 25 de Setembro de 2017 às 16h54

A biometria do futuro está aí, batendo à nossa porta. Pesquisadores da Universidade de Buffalo, nos Estados Unidos, desenvolveram um sistema de segurança que autentica o usuário escaneando o seu coração.

Isso é possível usando um radar que mede as dimensões do órgão, monitorando também os batimentos cardíacos a fim de criar um padrão único e individual. Ou seja: somente o "dono" daquele coração poderá desbloquear qualquer sistema que conte com esta tecnologia.

Segundo um dos autores do estudo, esse radar tem cerca de 5 milliwatts, produzindo menos de 1% de radiação em comparação com os smartphones. Um sistema com esse tipo de biometria precisa de 8 segundos para escanear o coração do usuário pela primeira vez, e, entre suas vantagens em comparação com a leitura de impressões digitais ou leitores de retina, está o fato de que esse sistema não exige contato do dispositivo com o corpo do usuário.

Com um sistema desses implementado em um computador, por exemplo, o usuário não precisa mais logar e deslogar, já que isso é feito automaticamente assim que ele se posiciona em frente ao computador, bem como quando ele sai de perto da máquina. A tecnologia pode, ainda, ser aplicada em dispositivos móveis e, até mesmo, em aeroportos.

Fonte: Eureka Alert

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.