Carregador sem fio transmite energia pelo ar e pode dispensar uso de baterias

Carregador sem fio transmite energia pelo ar e pode dispensar uso de baterias

Por Gustavo Minari | Editado por Douglas Ciriaco | 29 de Julho de 2021 às 13h32
AntonioGravante/Envato

Pesquisadores da Universidade Aalto, na Finlândia, desenvolveram um novo carregador sem fio que pode abastecer vários dispositivos ao mesmo tempo. O transmissor consegue levar energia com 90% de eficiência a uma distância de até 20 centímetros, sem depender de plugues ou tomadas convencionais.

Em vez de detectar a presença e a posição do aparelho eletrônico para enviar eletricidade na sua direção por meio de câmeras ou sensores, o novo sistema cria canais de transferência de energia em todas as direções, sintonizando-os automaticamente mesmo quando os receptores estão em movimento.

"O que diferencia este transmissor é que ele é autoajustável, ou seja, você não precisa de componentes eletrônicos complexos para se conectar a receptores embutidos em dispositivos. Como ele se ajusta sozinho, você também pode mover o dispositivo livremente em uma ampla faixa de carga", explica o pós-doutorando em engenharia Prasad Jayathurathnage, autor principal do estudo.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O segredo das bobinas

O segredo do funcionamento do dispositivo está no design das bobinas usadas no transmissor. Ao enrolá-las de uma maneira específica, os pesquisadores criaram dois tipos de campos magnéticos distintos: um indo para fora e o outro, ao redor do conjunto. Esses dois campos conseguem acoplar o receptor e o transmissor para obter uma transferência de energia mais eficiente e constante.

Bobinas enroladas de maneiras diferentes criam os campos magnéticos (Imagem: Reprodução/Aalto University)

Nos primeiros testes feitos em laboratório, o transmissor foi capaz de transferir eletricidade a uma distância de até 20 centímetros com eficiência superior a 90%, mas nada impede que ele trabalhe em espaços maiores com uma taxa de transmissão elétrica menor, levando, portanto, mais tempo para carregar um dispositivo eletrônico.

“Por enquanto, o alcance máximo na eficiência de pico energético desse sistema depende exclusivamente do tamanho do transmissor e do receptor utilizado no aparelho a ser carregado. Com a engenharia certa e mais pesquisas nesse campo, poderíamos reduzi-los consideravelmente", lembra o professor Jayathurathnage.

Mais testes

Além da eficiência no carregamento de dispositivos eletrônicos, os pesquisadores querem provar que o campo eletromagnético gerado pelo transmissor não é prejudicial aos seres humanos, já que o campo elétrico resultante — conhecido por causar efeitos potencialmente nocivos à saúde — é praticamente inexistente.

O verdadeiro carregamento sem fio pode ser usado na construção de casas inteligentes (Imagem: Reprodução/Aalto University)

Após a realização de mais testes, dispositivos como smartphones, laptops e eletrodomésticos equipados com o novo receptor poderiam receber energia simultaneamente para carregar suas baterias ou alimentar seus sistemas diretamente num esquema de "bateria remota", sem contato físico com carregadores ou tomadas.

"O verdadeiro carregamento sem fio significa mais liberdade pessoal e menos chances de acidentes domésticos. Você não terá que se preocupar com onde colocou seu telefone ou se lembrou de ligá-lo na tomada. Bastaria estar por perto de um transmissor e deixar a tecnologia envolvida fazer o resto", completa o professor Jayathurathnage.

Fonte: Aalto University

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.