Amazon vai explorar tecnologia de refeições preparadas sem refrigeração

Por Redação | 11 de Agosto de 2017 às 17h08

O termo em inglês MRE (meal, ready-to eat, ou refeição pronta para comer) sempre foi relacionado a militares, esportistas ultrarradicais ou sobrevivencialistas, aquele grupo de pessoas que estão preparadas para tragédias ambientais ou emergências provocadas por conflitos armados.

Agora, essas refeições podem passar a outro patamar, com a entrada da Amazon nesse negócio. A empresa de Jeff Bezos está explorando maneiras de produzir MREs, mas ele não quer comida com gosto de isopor e sódio em excesso nem alimentos que sejam puro nutriente.

O objetivo da companhia é criar algo saboroso e satisfatório para consumidores comuns, em vez de soldados e trilheiros.

A Amazon está trabalhando com uma tecnologia inspirada na que foi projetada originalmente para os militares a fim de criar refeições prontas para consumo que não requerem refrigeração. Isso ajudaria a torná-las muito mais fáceis de gerir sob o ponto de vista de estoque e logística, já que as necessidades de armazenagem e transporte seriam muito menos complexas. 

As dificuldades da Amazon em romper o mercado de supermercados e comida fresca têm muito a ver com a questão de lidar com produtos perecíveis.

O desenvolvimento da tecnologia de refeições que não necessitam de refrigeração é também uma vantagem quando se trata dos planos da varejista na área de entrega de refeições em domicílio, um setor que está sendo estudado pela empresa.

Tecnologia preserva nutrientes

A tecnologia envolvida nos estudos das MREs é chamada de "esterilização térmica assistida por micro-ondas" (Mats), que consiste no aquecimento de embalagens seladas de alimentos em banhos de água de alta pressão em micro-ondas.

Essa prática ajudaria a manter o sabor original e grande parte dos nutrientes, além de eliminar bactérias e estender o prazo de validade em até um ano. 

Esse processo é desenvolvido pela 915 Labs, uma startup que está buscando a comercialização da tecnologia.

A Amazon ainda não definiu se vai oferecer esse tipo de refeição aos consumidores. Mas a empresa de Bezos revela, com essa iniciativa, como pensa em resolver, por meio da tecnologia, os principais obstáculos que está encontrando nesta área de negócios.

Veja como funciona a Mats:

Fonte: TechCrunch

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.