2020 – O ano que faremos a diferença...

Por Percival Jatobá | 18 de Dezembro de 2019 às 07h45
Divulgação

Novas tecnologias estão provocando uma verdadeira revolução nas formas de pagamento, proporcionando experiências mais fluidas, ágeis e seguras para empresas, governos e consumidores. As novidades já se fazem presentes e estarão cada vez mais inseridas no nosso cotidiano. Costumo dizer que se compararmos as revoluções ao ciclo de adoção tecnológica, o Brasil se encontra, hoje, em uma “Revolução Silenciosa”. Explico: é a fase em que os visionários começam a trabalhar nos bastidores para viabilizar uma determinada mudança. Destaco seis inovações que devem estar em evidência em 2020:

Aproximou, pagou a passagem do transporte público e além

Em 2019, o pagamento por aproximação com cartão de crédito chegou ao transporte público das maiores metrópoles brasileiras: o Rio de Janeiro foi a primeira cidade da América Latina a adotar o uso de cartões de crédito nas catracas de metrô e São Paulo implementou o sistema em linhas de ônibus selecionadas. Para o próximo ano, essa forma de pagamento deve ser incorporada definitivamente ao dia a dia de mais brasileiros. Isso porque a tecnologia poderá ser expandida para outras cidades e integrada a outros modais de transporte e segmentos, já que a implementação do sistema é simples e promove verdadeiros benefícios na vida das pessoas. Além de aceitar o uso de dispositivos móveis como celulares e relógios, o pagamento também deve ser ampliado para cartões de débito e pré-pago.

Tokenização: blindagem dos dados

A segurança é um dos principais fatores para o crescimento dos pagamentos digitais. A tecnologia da tokenização substitui o tradicional número do cartão por um token, uma sequência única de caracteres gerada a cada compra, o que garante a blindagem das informações durante a operação. No Brasil, as transações tokenizadas vem crescendo muito. Como em um ciclo virtuoso, ao perceber que sua experiência é mais segura, o consumidor irá optar pela comodidade de comprar com apenas um clique do seu celular, sem filas e com mais economia. E num futuro bem próximo, em dispositivos conectados à internet das coisas, como seu automóvel ou televisor.

Push Payments  

Usar seu cartão não apenas para pagar, mas também para receber. A nova plataforma – Visa Direct - para transferência instantânea está sendo implementada em diferentes players do ecossistema e é outra tendência que deve ganhar força no próximo ano. A tecnologia prevê a transferência direta de quantias de uma credencial de pagamento para outra. A operação é mais simples e contempla quatro tipos de transações: entre pessoas físicas, de pessoa física para empresa, de empresa para pessoa física, e entre duas empresas. A plataforma pode ser integrada facilmente por meio de APIs, usando os mesmos padrões de segurança que as transações tradicionais. Essa modalidade de pagamento é inclusiva, pois o público não bancarizado também pode usar a solução por meio de cartões pré-pagos - físico ou virtual. Em breve, os caixas automáticos poderão servir não apenas para sacar dinheiro em espécie, como também para carregar valores em cartões através dessa funcionalidade.

Aumento da segurança e do uso do débito no e-commerce 

A popularização do acesso à internet é, sem dúvida, a mola propulsora para o avanço do comércio eletrônico. Para se ter uma ideia, o e-commerce apresentou um crescimento superior a 10% nas vendas online no primeiro semestre de 2019, segundo levantamento da E-bit. Para garantir a segurança dos pagamentos online, novas tecnologias são constantemente desenvolvidas com o objetivo de se antecipar às tentativas de fraudes mais habilidosas por hackers. Antes, o processo de autenticação era tão complexo que priorizava apenas pagamentos online com cartão de crédito, mas o avanço da tecnologia permite hoje a inclusão do débito. Não é à toa que o número de lojas online que realizaram transações de débito com a bandeira Visa aumentou 70% de junho de 2018 a julho de 2019. Dentre as inovações, o novo padrão de autenticação 3DS 2.0 avalia se uma operação é legítima ou fraudulenta logo no início do pagamento online com cartões de crédito e débito, examinando dez vezes mais os fatores de risco como o tipo de navegador e do dispositivo e acima de tudo privilegiando a experiência do consumidor.

Transações B2B internacionais

A partir deste ano, empresas passarão a fazer transações internacionais envolvendo altos valores graças a uma rede baseada em uma plataforma blockchain. Essa rede permite que as transações sejam mais rápidas e transparentes, já que registra o passo a passo da operação. A solução também é mais segura, pois as informações sigilosas de uma empresa, como detalhes bancários e números da conta, são protegidas pela tokenização. Como resultado, deve ocorrer uma migração dos pagamentos comerciais no mundo para este novo modelo simplificado e seguro.

Fim do tempo perdido 

As intermináveis filas nos bancos e lotéricas para pagar boletos de contas estão com os dias contados. Uma nova tecnologia possibilita o pagamento das contas de maneira semelhante aos aplicativos de transporte: basta cadastrar os dados do cartão de crédito uma única vez na plataforma web ou no app e os pagamentos são quitados automaticamente todos os meses. Diminuindo preocupação com o vencimento das contas nem a cobrança de multas ou juros por atrasos, o que pode resultar nos cortes de serviços. Além da experiência facilitada, a opção permite ao consumidor ferramentas para seu planejamento financeiro, pois o histórico de despesas fica centralizado em um único meio de pagamento. Ele também pode acumular benefícios como seguros, milhas e cashback, além de participar de programas de fidelidade, cujos pontos podem ser trocados por produtos e serviços. Já as empresas que emitem boletos não precisam alterar seu modelo de cobrança – a menos que queiram reduzir os gastos com a papelada e serviços de entregas. Lançada em 2019, essa forma de pagamento deve ganhar mais adeptos no próximo ano ao incluir cartões de débito e pré-pago.


Algumas destas tendências já fazem parte da nossa realidade. Outras estão começando a ganhar força e devem se popularizar em breve. E este é justamente o grande trunfo da tecnologia: oferecer novas ferramentas para tornar os pagamentos mais rápidos, eficientes e seguros. Em pouco tempo, veremos a tecnologia deixar de ser uma novidade nas mãos de poucos e passar a ser realidade na vida de milhares de brasileiros, dessa o que chamo de “Revolução Silenciosa” se materializará na tão falada inclusão financeira e digital.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.