Prefeitura de São Paulo lança edital para 4 mil novos pontos de Wi-Fi público

Prefeitura de São Paulo lança edital para 4 mil novos pontos de Wi-Fi público

Por Roseli Andrion | Editado por Claudio Yuge | 13 de Outubro de 2021 às 23h00
Envato/twenty20photos

Mais 4 mil pontos de wi-fi gratuito devem ser instalados na capital paulista. A Secretaria de Inovação e Tecnologia (SMIT) da Prefeitura de São Paulo lançou edital de credenciamento para a instalação desses pontos. O objetivo é que todas as escolas do Ensino Fundamental e todas as unidades de saúde do município recebam internet de graça para uso da população.

As localidades farão parte do programa WiFi Livre SP, que já tem 1.088 pontos espalhados pela cidade. Inicialmente, o credenciamento das empresas interessadas ficará aberto por 60 dias — que podem ser prorrogados.

Imagem: Reprodução/Envato/twenty20photos

A previsão é que a instalação comece ainda neste ano. “A pandemia mostrou que inclusão digital é a nova fronteira da inclusão social. Cidadãos conectados têm mais possibilidades de conseguir trabalho e gerar renda, e isso é fundamental neste momento de retomada das atividades”, diz Juan Quirós, titular da SMIT.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Um estudo da PriceWhatherhouse Coopers concluiu que o simples fato de uma região carente receber sinal de internet pode aumentar em até 15% a renda das pessoas. “A tecnologia que importa é a que transforma a vida das pessoas”, avalia o secretário.

Especificações do edital

Quirós diz que o edital ficou aberto para consulta pública por 30 dias. Ele destaca que foram atendidas tanto as sugestões da população sobre instalação do Wi-Fi gratuito em locais sem internet como os pedidos de redução do tamanho das áreas dos lotes e alterações técnicas solicitadas pelas empresas.

O edital especifica os requisitos de velocidade de conexão, alcance do sinal e proteção de dados do usuário. A prefeitura será responsável pela infraestrutura elétrica necessária para a instalação dos equipamentos. Isso inclui poste primário nas localidades cuja infraestrutura elétrica seja aérea e/ou ponto de alimentação elétrica inicial em locais com fornecimento elétrico subterrâneo.

Imagem: Reprodução/Envato/Prostock-studio

As empresas credenciadas poderão se escolher oferecer o serviço em vários lotes. Essas companhias podem utilizar publicidade digital: ou seja, o usuário terá de assistir a anúncios antes de ter acesso ao sinal de internet.

Fonte: Telesíntese

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.