Google, IBM e Lyft lançam Istio, plataforma para gerenciar microservices

Por Redação | 29 de Maio de 2017 às 14h20

Cada vez mais, desenvolvedores optam pelo microservices como estilo arquitetônico, que reduz aplicações em pequenas partes que se comunicam sobre APIs. Mas há desafios na hora de gerir esse tipo de serviço, e, para ajudar esses desenvolvedores, o Google se uniu com a IBM e a Lyft para criar o Istio - plataforma de código aberto para gerenciar e proteger aplicativos baseados em microservice.

A plataforma permite criar uma rede de serviços implantados, incluindo ferramentas para balanceamento de carga, autenticação e monitoramento de serviços. E tudo isso pode ser feito sem que seja necessário alterar os aplicativos reais, porque o Istio usa um proxy para interceptar toda a comunicação de rede entre os microservices (como o proxy Envoy, desenvolvido pela Lyft)

De acordo com a equipe do Istio, “como as aplicações monolíticas são decompostas em microservices, as equipes de software precisam se preocupar com os desafios inerentes à integração de serviços em sistemas distribuídos: eles devem dar conta da descoberta de serviços, balanceamento de carga, tolerância a falhas, monitoramento de ponta a ponta, roteamento dinâmico para experimentação de recursos, e, talvez o mais importante de tudo, conformidade e segurança”.

O Istio também dá aos desenvolvedores o poder de autenticar e proteger as comunicações entre aplicativos diferentes, tudo isso usando uma conexão TLS, que libera o desenvolvedor da necessidade de gerar certificados. Por enquanto, o Istio suporta apenas o serviço de orquestração de contênieres Kubernetes, mas as companhias pretendem apoiar outros ambientes no futuro. O Google já teria dito que planeja trazer o Istio para Cloud Endpoints e para a plataforma de gerenciamento Apigee API.

Via: TechCrunch

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.