Diretor da Cisco prevê 500 bilhões de dispositivos conectados até 2025

Por Redação | 06 de Novembro de 2015 às 14h53

O futuro é, definitivamente, online. E em meio à popularização de smartwatches, termostatos, cafeteiras inteligentes, pulseiras para exercícios e todo tipo de dispositivo ligado à internet, o ex-CEO da Cisco, John Chambers, fez uma previsão gigantesca. Na visão dele, serão mais de 500 bilhões de aparelhos conectados à internet até 2025, um número que ultrapassa até mesmo as previsões mais otimistas.

O número ultrapassa em muito os números estimados até mesmo pela própria Cisco. Mas para Chambers, que hoje é membro do conselho gerencial da Cisco, a ideia é que esse aumento deve ser cada vez mais vertiginoso, não apenas devido à popularização dos gadgets e da Internet das Coisas, para o consumidor final, mas também do cloud computing, tanto para usuários quanto corporações. E é nesse segundo quesito, inclusive, que se encontra uma grande força motriz para esse aumento.

A expansão absurda do número de dispositivos conectados passa não apenas pela adoção cada vez maior da nuvem nos processos internos, mas também pela queda e fim de companhias que não se adaptarem a esses novos tempos. Para o executivo, em dez anos, 40% das empresas existentes hoje serão irrelevantes ou nem mesmo existirão mais, o que acabará criando um mercado quase que única e exclusivamente tomado por empresas conectadas. E como elas abraçam essa tendência com amor e alegria, a ideia é que mais e mais dispositivos online sejam colocados em funcionamento.

Ao falar sobre essa expectativa de obsolescência, Chambers também volta os olhos para a própria Cisco, afirmando que, mais do que nunca, seus serviços terão que se adaptar rapidamente para atender às demandas de mercado. Caso contrário, como acontecerá com suas próprias clientes, concorrentes melhor preparados tomarão seu lugar, algo que é o pesadelo de qualquer companhia em posição de domínio, como é o caso da empresa do setor de infraestrutura.

Apesar de até fazer certo sentido, analistas de mercado colocaram em xeque as previsões gigantescas de Chambers. Para a BI Intelligence, por exemplo, são cerca de 10 bilhões de dispositivos conectados hoje em dia, com uma expectativa de chegarmos a 34 bilhões até o final de 2020. Nos cinco anos seguintes, então, a expectativa é que esse número ultrapasse a marca dos 100 bilhões, mas não a ponto de chegar aos 500 bilhões previstos pelo executivo. Quem viver, verá.

Fonte: Business Insider

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.