IFA 2015: Philips apresenta evolução de sua tecnologia Ambilight

Por Redação | 03 de Setembro de 2015 às 12h31

Durante a IFA 2015, que acontece nesta semana na Alemanha, a Philips apresentou a nova geração de sua tecnologia Ambilight, voltada para trazer mais imersão a quem está assistindo televisão. No palco do evento em Berlim, a empresa exibiu o que pode ser definido basicamente como uma mistura entre TV e projetores, de forma a transformar o ambiente em que se está consumindo mídia.

O pulo do gato dessa mudança está na substituição do conjunto de LEDs, que até agora eram usados para criar o Ambilight, por nove pico-projetores. Minúsculos, eles são capazes não apenas de emitir luzes, mas também imagens, gerando ainda mais imersão ao reproduzirem de maneira mais fiel e direta, nas paredes, aquilo que está sendo exibido na tela diante do espectador.

Por dentro, um software de “sobreposição inteligente” faz com que os nove projetores separados trabalhem como um, exibindo uma imagem consistente e sem falhas na parede que fica atrás do televisor. Aqui, segundo a Philips, mais do que nunca, as barreiras das bordas do aparelho são efetivamente quebradas, de forma a trazer a imersão que a empresa sempre desejou exibir, mas se via limitada pela tecnologia.

Dois aparelhos fazem parte da nova linha Ambilight. Ambos têm telas de 65 polegadas e resolução 4K, mostrando mais uma vez que a altíssima definição está cada vez mais próxima de se tornar um padrão. De acordo com a fabricante, quanto melhor a qualidade das imagens mostradas na tela, maior será o efeito de imersão.

A diferença, porém, é que o modelo de topo de linha, o 65PUS9600, é compatível também com a tecnologia HDR de exibição de imagens, aumentando bastante o contraste, o brilho e a potência das cores, tornando a experiência tanto com as imagens na tela quanto com o Ambilight muito mais profunda. Tudo isso, claro, depende de conteúdos que sejam compatíveis com isso, o que, para a Philips, não deve faltar em um futuro próximo.

O equipamento também conta com uma pequena diferença no uso do Ambilight em si. Em vez de projetores acoplados, a Philips afirma que ele conta com um sistema quadrilateral de exibição de cores e imagens na parte traseira, sem explicar exatamente como tudo funciona. Aparentemente, essa versão é capaz de trazer ainda mais imersão que o modelo mais básico, aumentando a integração entre as imagens na parte da frente e de trás.

Por fim, todos os modelos da nova família de televisores rodam o sistema operacional Android. Por meio do controle remoto com teclado QWERTY, dá para baixar aplicativos, acessar a internet e até jogar alguns games, além, é claro, de acessar serviços de streaming como Netflix e Amazon Prime Video, que já vêm embarcados nos dois televisores.

Os preços, porém, ainda são um mistério. Os televisores estão em exibição na IFA, mas a Philips não falou quanto cada um deles vai custar. O lançamento está marcado para o começo do ano que vem, mas também não há uma data exata.

Fonte: TechRadar

Acompanhe a cobertura da IFA 2015 diretamente pelo Instagram, Periscope e Snapchat! Nosso perfil é "Canaltech" em todas as redes sociais.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.