IFA 2013: Testamos o novo Xperia Z1 direto de Berlim

Por Igor Lopes

*Em Berlim, Alemanha

Apresentado nesta quarta-feira (04), o novo smartphone top de linha da Sony, o Xperia Z1, continua como um dos assuntos mais quentes desta edição da IFA. Finalmente tivemos a chance de fazer nosso hands-on do dispositivo para o Canaltech aqui em Berlim e podemos agora dizer com certeza: o Z1 é a tentativa mais ambiciosa da Sony de tentar retomar sua posição entre os smartphones mais disputados do mercado.

Assista ao nosso hands-on:

Não há dúvidas de que o Z1 é o sucessor direto do Xperia Z, apresentado pela japonesa em fevereiro deste ano. A cobertura de vidro frontal e traseira continuam como uma característica marcante do dispositivo, mas agora ele vem cercado por uma moldura de alumínio que envolve todo o entorno do celular em uma única peça – e também serve como a antena do aparelho. O resultado disso é que o aparelho pode ficar mais tempo imerso em líquidos do que a geração anterior. Segundo a empresa, o Xperia Z1 pode ficar mergulhado por até 30 minutos a uma profundidade de 1,5 metro, e agora as próprias entradas, como a de áudio, já são à prova d'água. Isso é perfeito para usuários que já estragaram um smartphone na chuva ou acidentalmente o deixaram cair em uma privada. Quem nunca, né?

Além disso, os novos ângulos mais arredondados do Z1 deixam a sensação de pegada do celular bem mais suave e confortável. As dimensões, no entanto, permanecem praticamente as mesmas, só a espessura (8,5 mm contra 7,9 mm do Xperia Z) e peso (169g contra 146g) que aumentaram um pouco. Ele é um pouco mais largo e maior que o Samsung Galaxy S4, que tem uma tela do mesmo tamanho, mas achamos que a pegada não atrapalha e é possível utilizar o celular em uma só mão sem problemas.

O display permanece com as mesmas 5 polegadas e resolução Full HD (1080p), mas recebeu um upgrade: agora a tela carrega a mesma tecnologia dos televisores da linha Bravia da Sony, com contraste mais intenso, cores mais vivas e resolução melhorada. Não é o tipo de coisa que você vai conseguir perceber por nossas fotos ou vídeos, mas ao vivo é realmente bonito! Entretanto, a qualidade da tela ainda não se compara ao display Super AMOLED que vem em dispositivos como o Galaxy S4 e você ainda vai ver a cor preta se tornando cinza quando virar a tela um pouco de lado.

Mas todo esse investimento na imagem nos leva àquela que provavelmente foi a característica mais falada do Xperia Z1: a câmera traseira de incríveis 20,7 megapixels. Segundo a Sony, a melhora de qualidade em relação à geração anterior de 13,1 megapixels não é só numérica. O sensor de captura de imagens da câmera recebeu um upgrade e agora possui 1/2.3 polegadas.

Nos nosso testes com o aparelho foi possível reparar um ganho bem grande na captura de detalhes em imagens tiradas em ambientes internos, como o pavilhão onde a Sony apresenta seus produtos. Aliás, o tamanho das fotos pode ser um incômodo para alguns usuários: a média das imagens feitas pela câmera é de 3,6 MB.

No novo app da câmera, há algumas funções bem legais que vão ajudar o usuário a tirar o máximo de proveito do equipamento. Há uma função "burst" que tira 30 fotos imediatamente antes de você clicar no botão e 30 fotos logo após, permitindo que você escolha a melhor da sequência de 61 imagens. Outra função bacana é a integração com o Facebook que permitirá fazer livestream de vídeos diretamente para a rede social – será que as redes 4G do Brasil vão suportar isso?

Internamente o smartphone também é bem completo e promete não deixar ninguém na mão. O processador de quatro núcleos da Qualcomm Snapdragon 800 de 2,2 GHz é poderoso e deixa para trás chips como o do Galaxy S4, que marca 1,9 GHz. São 2 GB de RAM e 16 GB de armazenamento, que pode ser expandido através de cartões SD. E para aguentar tudo isso, uma bateria poderosa de 3.000mAh.

O Android é o 4.2.2 Jelly Bean, que não é a versão mais atual do mercado, mas vem cheio de mudanças cosméticas da Sony. Há, por exemplo, o app de vídeo e música da marca, que deve incluir 60 dias de acesso gratuito ao serviço Music Unlimited, 10 jogos mobile de PlayStation e seis filmes do catálogo da Sony aos usuários do celular. Na ponta do dedo, o sistema operacional do Z1 funciona tão bem quanto qualquer outro dispositivo carregado com o Jelly Bean, sem travar e é bem veloz.

Ansiosos? Então segura só mais um pouco, porque a espectativa é que o Xperia Z1 chegue ao Brasil em outubro deste ano e seja compatível com os padrões da rede 4G. Só o preço do dispositivo que ainda não foi confirmado, infelizmente.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.