Wagner Tadeu sai da Pure Storage

Por Redação | 01 de Novembro de 2016 às 18h14
photo_camera Divulgação

A Pure Storage, empresa norte-americana de equipamentos de armazenamento para o segmento corporativo, anunciou nesta terça-feira que Wagner Tadeu não é mais o diretor da companhia no Brasil.

A fabricante confirmou a saída de Tadeu, que entrou na empresa em 2014, em uma nota para a imprensa. De acordo com a Pure Storage, o executivo deixou a gestão da filial brasileira para seguir “outros objetivos profissionais e pessoais”.

O substituto de Tadeu será Paulo de Godoy, responsável pela parte comercial da companhia no Brasil. Ele ficará interinamente no cargo deixado por Tadeu.

Quando desembarcou no Brasil em 2014, a Pure Storage tinha a meta de competir de igual para igual com grandes players do mercado como EMC e HP, com o plano de fechar 100 projetos no país até 2016, mirando verticais como governo, telecom e finanças.

Entretanto, o esfriamento do mercado brasileiro fez a companhia rever suas projeções para o Brasil. Ao final do primeiro ano, a companhia ficou em apenas 35 contratos fechados com empresas no país.

A empresa também havia divulgado planos de iniciar a fabricação local de seus equipamentos, se valendo de benefícios fiscais para buscar preços mais competitivos. Entretanto, o plano também foi adiado.

Tadeu, assim como o VP e gerente geral da Pure Storage na América Latina, Wilson Grava, fizeram parte de uma onda de grandes contratações que a companhia fez em sua chegada no Brasil. Ambos os profissionais eram da NetApp, concorrente grande no setor.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.