Siga o @canaltech no instagram

Tesla está desenvolvendo chips de inteligência artificial para carros autônomos

Por Jessica Pinheiro | 02 de Agosto de 2018 às 13h19
DepositPhotos
Tudo sobre

Tesla

Saiba tudo sobre Tesla

Ver mais

Em sua mais recente divulgação de resultados da Tesla, eis que Elon Musk revela mais um coelho dentro de sua cartola: o desenvolvimento de um chip de inteligência artificial que está sendo produzido sob sigilo há pelo menos dois anos. A peça é conhecida como Hardware 3 e deve ser aplicada nos modelos S, X e 3 de modo a ampliar o processamento e aprimorar os recursos dos carros autômatos.

Até então, a Tesla estava trabalhando juntamente da Nvidia, contando com sua plataforma de drives, mas aparentemente a companhia deseja trabalhar em produções internas para assim conseguir concentrar em suas próprias necessidades e melhorar a eficiência de seus produtos. Pete Bannon, diretor do projeto Hardware 3 comenta: “Tivemos o benefício [...] de saber como funcionam as redes neurais e como elas serão no futuro”.

Bannon também comentou que a atualização de hardware deve começar já a partir do próximo ano. Musk por sua vez ainda acrescentou alguns detalhes sobre o chip, dizendo: “A chave é ser capaz de executar a rede neural em um nível fundamental e básico. Você tem que fazer esses cálculos no próprio circuito, não em algum tipo de modo de emulação, que é como uma GPU ou CPU funcionaria. Você quer fazer uma quantidade enorme de [cálculos] com a memória ali mesmo”.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

De acordo com o CEO da Tesla, o resultado final deverá ser um chip especializado em processar 2000 quadros por segundo, com redundância e failover (a capacidade de um sistema migrar automaticamente para outro ou uma rede). Para efeito de comparação, Musk comentou que o software computacional da companhia estava rodando em hardwares da Nvidia com 200 quadros por segundo, em média.

O especialista de inteligências artificiais James Wang comentou em seu Twitter que essa tática poderá dar a Tesla mais controle sobre seu próprio futuro, podendo trabalhar em suas próprias necessidades e em seu próprio ritmo, sem a precisar esperar que outras empresas construam o que eles precisam. Musk alega que o custo de seu novo chip será praticamente o mesmo, o que corrobora com o comentário do analista.

Os resultados financeiros da Tesla durante o segundo trimestre de 2018 foram divulgados recentemente, registrando um prejuízo de US$ 717,5 milhões. Todavia, Musk assegurou aos acionistas que a demanda ainda continua estável e que haverá lucros no segundo semestre deste ano. Sobre as trocas para os novos chips em Teslas já existentes, o CEO da empresa alega que serão fáceis e rápidas. “Todos os conectores são compatíveis”, afirma.

Fonte: Tech Crunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.