Samsung estaria desenvolvendo GPUs para uso em carros e smartphones

Por Felipe Demartini | 19 de Junho de 2018 às 12h10
photo_camera Samsung
TUDO SOBRE

Samsung

A Samsung estaria pensando seriamente em começar a desenvolver suas próprias GPUs de olho no mercado de veículos autônomos e smartphones de baixo custo. Pelo menos é isso o que indica uma série de anúncios de emprego publicados no LinkedIn em busca de engenheiros para operações de criação, produção e testes de componentes dessa categoria.

A notícia está longe de representar uma quebra na relação entre a companhia sul-coreana e a ARM ou a Qualcomm, que há anos fornecem os chips gráficos para os dispositivos da marca Galaxy. Estamos falando de um setor em que performance e confiabilidade são extremamente necessários – e o processo para chegar até esses patamares é longo e tortuoso. Quando se fala de novas tecnologias ou aparelhos em que a performance não é necessariamente o foco, pelo menos não mais do que o preço, a história é outra.

São mais de 70 vagas de emprego abertas no LinkedIn, com boa parte delas ligadas a serviços de automação, performance e arquitetura. Aqui e ali surgem as menções ao mundo da direção autônoma, outra área de grande interesse da Samsung no momento e geradora de parcerias bastante lucrativas com montadoras de automóveis.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A busca pela produção própria de componentes é um dos caminhos para uma redução nos custos de fabricação de dispositivos, o que, por sua vez, permite uma queda nos preços para o consumidor final. Ele, que move a indústria, está cada vez mais consciente quanto aos valores pagos e menos impressionável com a evolução de aparelhos lançados anualmente, o que vem aumentando o ciclo de vida dos dispositivos. Uma redução nos custos, então, seria um caminho para acelerar essa máquina.

É, também, uma empreitada em que a Samsung já teve seu sucesso considerável com a linha Exynos de chips. Apesar de ainda usar os componentes da Qualcomm no Ocidente, em sua terra-natal, a Coreia do Sul, os aparelhos da linha Galaxy já acumulam um histórico de sucesso com a tecnologia proprietária, desenvolvida em casa e, claro, sem a necessidade de pagamento de royalties ou contratação de mão de obra externa.

O rumor, por outro lado, ainda se mostra bastante incipiente, com a busca por profissionais podendo significar que a Samsung ainda se encontra nos estágios iniciais desse trabalho. A empresa, é claro, não comentou o assunto e temas de bastidores, dessa categoria, não costumam tomar o centro das discussões com frequência. Resta esperar, nesse caso, provavelmente alguns anos, para saber o que a marca está preparando no campo do hardware.

Fonte: WinFuture

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.