Comprar um SSD vale a pena? Veja vantagens e desvantagens

Publieditorial | 23 de Abril de 2019 às 15h15

SSD realmente faz milagres no desempenho do computador? A resposta é "sim", mas esse "milagre" todo compensa o investimento? Aí é preciso avaliar uma série de fatores, mas, em geral, vale dizer que o investimento é pouco se comparado com os benefícios — contudo, quem precisa de muito espaço em disco pode acabar desembolsando uma grana a mais para isso.

Em suma, trocar um HD tradicional por um SSD traz vantagens como mais estabilidade e velocidade, tanto na abertura do sistema operacional quanto no funcionamento dos softwares instalados e na gravação/leitura de arquivos no disco. Ainda, o SSD é bastante silencioso, o que é particularmente interessante para notebooks e também para quem costuma usar o computador em casa à noite, quando todo mundo já está dormindo.

E a Amazon brasileira tem em seu catálogo SSDs de várias marcas de respeito, com diferentes opções de armazenamento e com preços sedutores. Mas, antes, entenda o que é um SSD e quais são suas vantagens e desvantagens:

O que é e como funciona o SSD

SSD significa Solid State Drive (ou Disco em Estado Sólido), e a peça é fabricada em torno de um circuito integrado semicondutor responsável pelo armazenamento. Nos HDs, o sistema é magnético, enquanto o SSD possui memória flash (a mesma usada em smartphones e pendrives) — componente que não exige partes móveis ou motores para funcionar, sendo o responsável por guardar todos os arquivos. A memória flash trabalha em conjunto com o controlador, que gerencia toda a troca de dados entre computador e memória flash, sendo o responsável pelo desempenho do SSD, criptografando informações, mapeando partes que eventualmente apresentem defeito e administrando o cache de leitura e gravação de arquivos.

(Imagem: BackBlaze)

Vantagens do SSD

O SSD é silencioso (ou seja, o computador não aparenta estar sendo lançado por um foguete a cada inicialização), e resistente a quedas, com os arquivos ficando muito mais protegidos no disco caso o notebook acabe caindo no chão.

Além disso, o SSD também consome muito menos energia do que um HD, vantagem especialmente importante para laptops, pois sua bateria fora da tomada durará muito mais com um SSD a bordo. Ainda, o SSD é capaz de operar em temperaturas mais altas do que um HD comum, então os dias mais quentes do ano não serão assim tão danosos à sua máquina.

Mas uma das maiores vantagens do SSD é, sem dúvida, sua velocidade: como ele não possui partes móveis, seu funcionamento é muito mais rápido. Enquanto o HD usa um prato magnético para salvar os dados, que são acessados por um braço mecânico percorrendo todo o disco para buscar os dados, o SSD tem todos os arquivos armazenados em módulos de memória flash, com o acesso sendo muito mais rápido. A diferença é realmente gritante!

Possíveis desvantagens do SSD

Quando se pensa em desvantagem de preferir um SSD no lugar do HD, a primeira coisa que vem à mente é a quantidade de armazenamento disponível. Existe SSD com 1 TB e até mais, é verdade, mas também é verdade que o preço desses SSDs mais parrudos é proporcionalmente mais elevado. Já os SSDs mais básicos, partindo de 120 GB de espaço, são bastante acessíveis para o bolso. Então, quem está acostumado a manter muitos arquivos localmente no computador, ou simplesmente precisa salvar muita coisa na máquina por motivos profissionais, vê a questão das opções de armazenamento disponíveis em SSDs mais em conta como uma desvantagem o suficiente para ainda não apostar nessa tecnologia.

No entanto, a revolução dos SSDs substituindo os HDs vem acompanhada da popularização dos serviços de armazenamento em nuvem. Sendo assim, vale fazer a reflexão: o que vale mais a pena, priorizar o espaço em disco e manter um HD, ou melhorar a performance do computador sacrificando um pouco do armazenamento local com um novo SSD?

Também vale dizer que os SSDs só parecem ser mais caros do que HDs porque o preço dos HDs por GB vem caindo muito nos últimos tempos, justamente por esta ser uma tecnologia de armazenamento que está ficando ultrapassada. E se nos anos 1990 valeu a pena investir em leitores de CD e discos que, na época, não eram baratos, para substituir os antigos disquetes, hoje em dia vale a pena investir em SSDs que estão substituindo os HDs. Dez anos atrás, por sinal, um bom HD com bastante armazenamento custava proporcionalmente algo similar ao preço de SSDs mais parrudos de agora — enquanto os SSDs de baixo custo, apesar do menor espaço em disco, ainda superam os HDs com relação à velocidade, estabilidade, desempenho e segurança.

Leia antes de comprar

HD e SSD

Primeiro, verifique as especificações do SSD e de seu computador. A maioria dos SSDs é compatível com porta SATA III, também funcionando na SATA II, mas comprometendo sua performance se este for o caso. Além disso, os modelos mais comuns de SSD têm 9mm e são compatíveis com qualquer notebook convencional, enquanto os ultrafinos precisam de um SSD de 7mm e PCs precisam de modelos com kits de compatibilidade para que o encaixe seja feito corretamente.

E se você usa Windows, verifique se após a instalação do SSD o sistema operacional desativou o desfragmentador de arquivos automaticamente. É importante lembrar que jamais deve se desfragmentar um SSD como é comum de se fazer com HDs, pois o processo adiciona uma carga excessiva e desnecessária na transferência de dados, não fazendo diferença alguma no desempenho do componente, enquanto arrisca reduzir sua vida útil.

SSDs para todos os gostos com preços sedutores

IMPORTANTE: Fique atento à data de publicação desta matéria, pois todos os preços e promoções estão sujeitos à disponibilidade de estoque e duração da oferta, que tem tempo limitado. Alterações de preço podem ocorrer a qualquer momento, sem prévio aviso. O preço ou valor total do produto poderá ser alterado de acordo com a localidade considerando frete e possíveis impostos interestaduais.

Agora sim, vamos às opções de SSDs interessantes que destrinchamos no catálogo nacional da Amazon. Há modelos de variadas fabricantes, com diferentes quantidades de armazenamento, todos com preços que estão valendo a pena para sua categoria:

SSDs com 120 GB

SSDs com 240 GB e 250 GB

SSDs com 480 GB e 500 GB

SSDs com 1 TB

E, claro, você também pode conferir outros modelos de SSDs disponíveis no catálogo da Amazon, todos com estoque em território nacional e parcelamento sem juros.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.