Canhão a laser da Boeing derruba drones em apenas alguns segundos

Por Redação | 29 de Agosto de 2015 às 12h15
photo_camera Jordan Golson/Wired

A Boeing apresentou nesta semana um canhão a laser capaz de derrubar drones em apenas alguns segundos. O sistema é compacto, podendo ser acoplado em diversos tipos de veículos, e dispara um feixe de laser com potência de 2 kilowatt.

O Compact Laser Weapons System — este é o nome completo do equipamento — é portátil e apresenta um direcionador de feixes mais leve e mais rápido do que outros dispositivos do gênero. A arma foi demonstrada na última quarta-feira (26) no Novo México, Estados Unidos, e conta ainda com um sistema de resfriamento a base d'água e um feixe central, que guia o disparo. O canhão pode ser controlado por um joystick convencional a partir de basicamente qualquer computador com o software da arma instalado.

Apesar de não causar explosões (pelo menos por enquanto), bastam apenas dois segundos para que o laser inicie um pequeno incêndio no alvo. A ideia para a criação do dispositivo veio justamente pela proliferação dos drones, que são utilizados para inúmeros fins, desde a realização de ataques militares até a entrega de objetos. Assim, a Boeing se empenhou em criar um objeto leve e capaz de ser utilizado a partir de diferentes veículos.

Como em um videogame

Tudo o que um controlador deste equipamento precisa fazer para utilizá-lo é travar a mira e disparar. Como nenhum projétil é disparado, a prova do sucesso do evento só se dá quando o objeto alvo começa a pegar fogo. Depois de cerca de 15 segundos já é possível derrubar a aeronave não tripulada.

Além da facilidade de manipulação, o laser da Boeing também apresenta uma grande vantagem em relação aos tradicionais sistemas de defesa antiaérea: o preço. Enquanto disparar um míssil demanda mais espaço físico, o que também significa dinheiro, lasers não precisam ser armazenados, uma vez que sua produção custa muito menos e seu disparo pode ser contínuo.

Fonte: Mashable