Siga o @canaltech no instagram

Baterias podem durar para sempre?

Por Pedro Cipoli | 30 de Abril de 2019 às 08h45

Grande parte dos consumidores utiliza seus smartphones da melhor forma possível para prolongar sua vida útil. Porém, uma coisa é certa: ele apresentará problemas em algum momento, sendo a bateria o primeiro componente a nos deixar na mão na maioria dos casos. Mas será existe uma forma “correta” de usar a bateria que não cause degradação com o passar do tempo?

Ciclos e mais ciclos

A resposta para a primeira parte da pergunta acima é “sim”. Há uma forma “correta” de usar a bateria para minimizar danos a ela. Já a resposta para a segunda parte é “não”: baterias sofrerão degradação com o passar do tempo, independentemente de quanto cuidado temos com elas.

Estamos tratando de baterias de lítio neste artigo, comuns em smartphones, tablets, pulseiras inteligentes e até mesmo carros

Fabricantes anunciam que suas baterias suportam entre 300 e 500 ciclos (carregamento/descarregamento) antes de conseguirem armazenar 80% de sua carga original. Naturalmente, é uma estimativa, já que o tipo de uso varia de usuário para usuário. Condições intensas de uso, que se traduzem em uma temperatura de trabalho maior, acelerarão o processo de degradação.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
Não importa o tamanho da bateria: ela perderá carga com o tempo

Idealmente, baterias devem ficar entre 40% e 80% de carga, uma espécie de “ciclo ideal de recarga”. Mas é algo pouco prático de aplicarmos no dia a dia e, mesmo assim, não impede que a bateria perca carga com o passar do tempo.

Precauções

Há algumas dicas simples para prolongar a vida útil da bateria, como não deixar o smartphone descarregar completamente, evitar aquecimento excessivo, carregadores piratas e assim por diante. Escrevemos um artigo bastante completo sobre isso até. Porém, da mesma forma que uma dieta saudável não torna ninguém imortal, sua bateria deixará de funcionar em algum momento.

Uso intenso aumenta o processo de degradação

Podemos cuidar dela da melhor maneira possível, torcendo para que ela dure o suficiente até a compra do próximo smartphone. Aliás, já repararam que as baterias sempre dão defeito em uma hora infeliz? Raramente acontece com smartphones muito velhos ou cobertos pela garantia: é sempre naquele momento preciso entre colocar na balança se vale a pena consertar ou comprar um modelo novo. Desabafo feito, vamos à conclusão.

Conclusão

A resposta final ao título é: infelizmente não. Baterias sofrerão com degradação com o passar do tempo independentemente de nosso nível de cuidado. Acontece não apenas com smartphones, mas com qualquer dispositivo que utilize bateria (até mesmo os carros da Tesla).

O que mostramos aqui vale também para carros elétricos, como os Teslas.

Não existe bateria que dure para sempre, pelo menos não com as tecnologias que temos à disposição. O que podemos fazer é prolongar a vida útil delas, torcendo para que elas nos atendam até que troquemos de aparelho.

Fonte: Electrek, Battery University

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.