Apple vai negociar diretamente com mineradoras compra de cobalto para bateria

Por Ricardo Ballarine | 21 de Fevereiro de 2018 às 10h39
Reprodução
Tudo sobre

Apple

A Apple deve mudar sua política de compra de cobalto para suas baterias. A empresa vai começar a negociar diretamente com as mineradoras.

Essa é uma jogada estratégica e também uma mudança de rumo, já que a Apple transferiu para as empresas que fabricam as baterias a tarefa de comprar o metal. Agora, no comando das negociações, a Maçã pode se planejar para momentos em que o cobalto estiver em falta, por exemplo.

Há um receio no mercado de que o cobalto tenha um aumento de demanda que possa prejudicar sua oferta — o crescimento do mercado de veículos elétricos seria um dos responsáveis pela alta procura do metal. O medo de uma escassez mundial deve guiar as grandes empresas nas negociações.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Três vezes mais caro

O preço do cobalto triplicou nos últimos 18 meses — hoje, a tonelada está cotada em US$ 80 mil. A bateria de um smartphone requer cerca de 8 gramas do metal refinado, mas a quantidade de produção exige um estoque imenso.

No ano passado, a Apple já havia aberto negociação com as mineradoras, mas decidiu não dar continuidade às conversas. Agora, a empresa quer fechar acordos por um período de cinco anos, pelo menos.

Fonte: Cult of Mac

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.