Apple registra patente de baterias flexíveis para supostos iPhones dobráveis

Por Jessica Pinheiro | 02 de Abril de 2018 às 13h45
TUDO SOBRE

Apple

Nos últimos tempos, muitos boatos a respeito de tecnologias promissoras têm rondado a Apple. Para começar, sabe-se que modelos de iPhone dobráveis podem estar na mira da empresa da Maçã, e o desenvolvimento de displays microLED próprios (que devem ser implantados na próxima geração de Apple Watch) também parece estar nos planos da companhia de Cupertino para os próximos anos.

Agora, as especulações giram em torno de uma grande melhoria que a Apple está planejando, voltada para componentes flexíveis para telefones, graças à recente descoberta de uma patente registrada pela empresa. De acordo com as revelações, a Maçã parece estar considerando desenvolver um novo tipo de bateria flexível, que deve ser implementada em 2020.

Para o ano em questão, espera-se que a companhia de Cupertino apresente seu aguardado iPhone dobrável, então o interesse da Apple em desenvolver esta nova estrutura de bateria faz algum sentido, uma vez que a flexibilidade do componente poderia ser muito bem incorporada ao novo modelo.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Faz perfeito sentido

Bateria dupla do iPhone X foi um avanço, e os componentes flexíveis podem ser o próximo passo. (Imagem: WCCF Tech)

Depois de todo um reboliço envolvendo baterias que afetavam o desempenho do sistema operacional de modelos antigos de iPhone, chega a ser irônico que a Apple queira inovar o segmento com supostas baterias flexíveis. Todavia, este componente se torna essencial para a estrutura de um modelo dobrável, já que tornará o seu desenvolvimento muito mais fácil.

Além disso, existem muitas vantagens que a bateria flexível poderia apresentar, a começar pela melhoria no design dos dispositivos moveis, e também uma otimização de espaço dentro de seus iPhones. A peça retangular fixa que se conhece hoje ocupa um bom espaço na estrutura interna do aparelho, e uma versão flexível resolveria esta questão com facilidade. Por fim, a Apple pode ainda aumentar a duração da bateria, em questão de capacidade total com um modelo do gênero.

O iPhone X tem duas baterias soldadas na mesma placa lógica, o que aumenta em tese a vida útil do dispositivo. Todavia, os smartphones dobráveis são o próximo grande passo esperado pela indústria para os próximos anos, o que torna a bateria flexível um componente inestimável para o desenvolvimento de modelos dobráveis.

O futuro ainda é incerto

Vale ressaltar que tudo não passa de boataria, pois ainda não existe confirmação de que a Apple esteja produzindo baterias flexíveis em massa, tampouco que esteja desenvolvendo um iPhone dobrável. Se tudo for mesmo verdade, 2020 pode ser um ano promissor para a companhia de Cupertino, mas, até que a empresa confirme ou desminta algo, não resta muito a não ser aguardar por mais novidades.

Fonte: WCCF Tech

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.