Análise: TP-LINK AC 750 (Archer C2), o roteador AC acessível

Por Adriano Ponte
photo_camera BRUNO HYPOLITO / CANALTECH

Tomando lugar permanente em nossas casas, temos todos os tipos e modelos de roteadores para escolhermos na hora de montar uma rede doméstica. Contando com designs diferentes, com mais ou menos praticidade, ficou difícil escolher “qualquer um” de uns tempos para cá, mesmo com as especificações e características idênticas.

Mais que isso: ficou difícil até de mudar, com alguns equipamentos oferecendo ora dificuldades em retrocompatibilidade, ora em trazer inovação sem esvaziar seus bolsos. Será que o TP-LINK AC 750 entra no seu rol de escolhas? Confira nossas impressões nas próximas linhas.

Principais características

  • Wi-Fi ac/n/a (5 GHz a até 433 Mbps)
  • Wi-Fi b/g/n (2,4 GHz a até 300 Mbps)
  • 4 portas LAN 10/100/1000 Mbps
  • 1 porta WAN 10/100/1000 Mbps
  • 1 porta USB 2.0
  • Duas antenas destacáveis de banda dupla (encaixe RP-SMA)

O roteador tudo-em-um

Trazendo um padrão prismático em seu design superior, o TP-LINK AC 750 (Archer C2) mostra logo de cara as suas duas antenas, que garantiram cobertura dentro do esperado e estabilidade no sinal em nossos testes.

A ideia por trás desse roteador “estilizado” é ser um ponto de acesso no padrão AC sem pesar no orçamento, com preço médio de R$ 250 até o fechamento desta análise, e o conjunto da obra oferece isso na medida correta.

Prova disso é a porta Gigabit WAN combinada com 4 portas LAN Gigabit, otimizando consideravelmente o desempenho tanto dos que optarem pelo uso das redes N ou AC quanto dos usuários cabeados.

Porém, o que agrega mais ao kit é a presença de uma porta USB 2.0 para compartilhamento local de impressoras, arquivos e mídia com dispositivos em rede ou remoto por meio de um servidor FTP. Se você pretende fazer streaming local, achará uma boa combinação USB/Wi-Fi nesse roteador - principalmente se seus equipamentos suportam Gigabit ou Wireless N/AC.

Não menos importante, o TP-LINK AC 750 (Archer C2) traz o popular suporte da fabricante ao aplicativo “Tether”, que permite que dispositivos iOS ou Android façam o controle avançado do roteador diretamente pelo app da TP-LINK. Dessa forma, é possível realizar o controle parental e outros ajustes por essa central.

Ficamos satisfeitos pelos recursos e desempenho oferecidos pelo TP-LINK AC 750 (Archer C2). Em sua faixa de preço atual, vale o investimento que lhe é necessário, oferecendo um dispositivo que entrega desempenho dentro do esperado para essa geração de transição entre o IPv4 e IPv6 e entre o Wi-Fi N e Wi-Fi AC. E é justamente a característica de ser dual-band que torna tudo isso ainda mais fácil.

Se você está pensando em atualizar sua rede Wi-Fi e pretende mantê-la retrocompatível sem perder os benefícios da nova geração, pode apostar no Archer C2 sem medo. Procure a melhor oferta e entre de cabeça no Wi-Fi AC.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!