AMD garante que não vai faltar CPU nem GPU para o PlayStation 5 e Xbox Series X

Por Wagner Wakka | 29 de Julho de 2020 às 13h20
Tudo sobre

AMD

Saiba tudo sobre AMD

Ver mais

A AMD mantém seus planos para 2020, mesmo com todos os problemas ocasionados pela pandemia da COVID-19. Em reunião de apresentação dos resultados financeiros, a CEO da companhia, Lisa Su, confirmou que a audaciosa agenda de lançamentos da empresa segue inalterada.

A gigante do setor de hardware programa para 2020 basicamente quatro produtos: a CPU e a GPU a serem lançados com o Xbox Series X e o PlayStation 5, além de novos processadores com arquitetura Zen 3 e placas gráficas com RDNA 2.

“Chegamos a um importante marco no segundo trimestre, quando começamos a produção inicial e o envio dos componentes para a nova geração de consoles. Esperamos um segundo semestre de forte crescimento na medida em que aumentamos a produção para o lançamento no final de ano do PlayStation 5 e Xbox Series X”, disse a CEO.

Fontes da Bloomberg e do Nikkei Asian Review apontam que a Sony está aumentando a produção do PlayStation 5 esperando um forte lançamento para o final do ano. A expectativa é de que ela coloque no mercado entre 9 e 10 milhões de unidades, contra a estimativa inicial de 6 milhões. Com isso, a AMD tem uma função importante nesta parceria.

A garantia é importante para que tanto Microsoft quanto Sony possam entender o limite de otimização de produção de seus novos videogames e, assim, escolher o melhor preço para eles. Até o momento, as duas ainda não falaram quanto vai custar entrar na nova geração de consoles.

Também houve o receio de que a pandemia atrasasse o desenvolvimento dos novos produtos da fabricante, mas Su garantiu que a agenda ainda está de pé para este ano. “Os envios iniciais das nossas novas gerações de CPUs Zen 3 e GPUs RDNA 2 estão no caminho para lançamento no final de 2020”.

A informação também é importante no momento em que a Intel anunciou o adiamento de seus processadores de 7nm para 2022, sendo que a expectativa original era de que eles chegassem ao mercado em março deste ano. Ou seja, a fala de Su também foi um recado para sua principal concorrente.

Resultados

Tais informações vieram em meio aos resultados financeiros da companhia. A gigante registrou crescimento de receita de 26% no segundo trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior, com um total de US$ 1,93 bilhão em faturamento.

O departamento que puxou essa elevação foi exatamente o de placas gráficas, com crescimento anual de 45%, fechando a receita em US$ 1,37 bilhão.

Fonte: AMD

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.