AMD anuncia que está deixando o mercado de microsservidores

Por Redação | 17 de Abril de 2015 às 12h55

Como parte dos seus anúncios relacionados ao primeiro trimestre de 2015, a AMD disse que está deixando o mercado de microsservidores de alta densidade. A saída da empresa desse nicho de mercado será imediata.

Em 2012, a AMD comprou a SeaMicro, empresa especializada em servidores de baixo consumo, por US$ 334 milhões para expandir sua participação no mercado de microsservidores. Na época, a SeaMicro construía servidores com dezenas de processadores Intel Atom e Xeon.

Desde a aquisição, a AMD lançou apenas um novo servidor, o SeaMicro SM15000. Ele podia utilizar tanto os processadores AMD Opteron (usando a arquitetura Piledriver) ou Intel Xeon (baseados no núcleo de arquitetura Ivy Bridge). Após o anúncio de hoje, parece que o SM15000 será o primeiro e último servidor SeaMicro liberado pela AMD.

Como resultado dessa saída repentina do mercado de microsservidores, a AMD terá uma despesa de US$ 75 milhões, principalmente devido à recuperação de ativos intangíveis. Isso inclui um pagamento de US$ 7 milhões em dinheiro.

No entanto, a empresa irá manter a tecnologia da estrutura criada pela SeaMicro. Quando anunciou os seus planos para criar processadores com arquitetura ARM, a AMD disse que a estrutura era uma ferramenta chave para fazer chips ARM úteis para servidores.

Apesar de um kit de desenvolvimento ter sido lançado no ano passado, pouco se ouviu falar a respeito do Opteron A1100, o primeiro chip ARM para servidores da AMD.

A AMD registrou uma receita de US$ 1,03 bilhão no primeiro trimestre deste ano, uma queda de 26% na comparação anual. A empresa teve um prejuízo operacional de US$ 137 milhões, em comparação a US$ 49 milhões no mesmo período do ano passado.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.