Venda de nova tecnologia de chips será responsável por tirar ARM do vermelho

Por Redação | 22 de Julho de 2014 às 17h45

A popular fabricante de chips semicondutores para dispositivos móveis ARM relatou nesta terça-feira (22) que é grande a expectativa pelo aumento da receita da companhia a partir do terceiro trimestre deste ano. De acordo com informações do The Telegraph, a empresa disse que foi grande a procura por sua nova tecnologia de chips ARMv8-A e que isso deve ser suficiente para alavancar sua receita e arrecadação de royalties.

A tecnologia desenvolvida pela companhia baseada no Reino Unido é utilizada extensivamente por Apple, Samsung e basicamente todos os fabricantes de dispositivos móveis do mundo. Com o aumento da demanda por ela, a ARM disse ter voltado a crescer depois de 5 trimestres praticamente no vermelho, tendo sua receita aumentado 9% no segundo trimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. O dinheiro arrecadado a partir do licenciamento de tecnologias cresceu mais de 36 pontos percentuais e bateu a marca de US$ 113 milhões.

A arrecadação de royalties neste segundo trimestre, por outro lado, ficou abaixo do esperado e recuou 9% em relação ao ano passado. A baixa, no entanto, é vista pela empresa como normal e a desaceleração foi atribuída principalmente ao que eles chamaram de "flutuação sazonal" do mercardo e alguns atrasos no fornecimento de alguns componentes da linha de produção.

Apesar do reportado, o diretor de finanças da companhia Tim Score disse à Bloomberg que os índices voltarão ao patamar normal de crescimento que, para a empresa, é de 15% ou mais.

Para ele, este é o momento em que os consumidores estão considerando trocar seus dispositivos antigos por novos e, que quando isso ocorrer, a arrecadação da ARM aumentará. "O prognóstico para este segundo semestre é positivo", disse o CFO. "Nós venderemos novas tecnologias de quarta geração, como chips 4G LTE, que trarão tecnologia ARM incorporada de fábrica".

A expectativa, segundo previsões da IDC, é que o crescimento do mercado de dispositivos móveis seja puxado principalmente pelos mercados emergentes e pela demanda por aparelhos de entrada e de baixo custo. Se tudo ocorrer como o previsto, veremos um crescimento de aproximadamente 20% nas vendas desse tipo de aparelho. Como a ARM equipa 95% deles, é natural imaginar que os números da companhia também cresçam.

Leia mais sobre o assunto:

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.