Seagate afirma já estar despachando HDs com 8 e 10 TB de armazenamento

Por Redação | 28 de Julho de 2014 às 17h35

A Seagate afirmou na última segunda-feira (21) que começou a despachar exemplares do seu novo disco rígido de 8 TB de capacidade para clientes corporativos o avaliarem. O disco terá dois modelos, um de 8 TB e outro de 10 TB, e será o maior do mercado ao bater o de 6 TB lançado pela Western Digital no ano passado.

O anúncio foi feito durante uma conferência para debater a receita da companhia no segundo trimestre deste ano. Nela, o presidente executivo Steve Luczo destacou os esforços da companhia para liderar o mercado de discos rígidos de 6, 8 e 10 TB de armazenamento. "No mercado corporativo, nossos clientes já estão recebendo e avaliando o disco", disse o executivo. "Nós já enviamos exemplares do novo modelo de 8 terabytes para clientes corporativos provedores de serviço e de nuvem e, até agora, o feedback tem sido positivo".

Apesar do otimismo, Luczo preferiu omitir a informação de quando o disco rígido estará disponível para o mercado consumidor. Uma outra questão que permanece gerando dúvidas entre especialistas é como a Seagate conseguiu aumentar a densidade de armazenamento do dispositivo. A façanha, inclusive, tem sido alvo de inúmeras especulações nos últimos dias.

O site Extreme Tech, por exemplo, diz que para o disco rígido de 6 TB a Seagate conseguiu utilizar 6 pratos, cada um com densidade para armazenar 1 TB. A tecnologia é semelhante à utilizada pela Western Digital, mas insuficiente para fazer com que um dispositivo de 3,5 polegadas tenha 8 TB de capacidade de armazenamento. Para alcançar tal feito, a empresa teria que ter aumentado a densidade dos pratos para 1,3 TB, o que é visto como improvável pela maioria dos analistas. Outra possibilidade é que a companhia tenha conseguido espremer 7 pratos em 3,5 polegadas, cada um com capacidade de 1,14 TB.

Especula-se que a fabricante norte-americana tenha até adotado a tecnologia HAMR de leitura e escrita de dados em dentrimento da popular PMR. Com ela, os discos rígidos vêm com um pequeno laser que escreve os dados nos pratos e permite que a densidade de armazenamento seja aumentada e atinja os 10 TB do modelo topo de linha da empresa.

Mesmo assim, o silêncio da empresa sobre o assunto pode indicar que o caminho adotado não tenha sido esse, já que são pouquíssimos os dispositivos que conseguiram implementar o HAMR com sucesso. Portanto, só nos resta mesmo esperar para ver os novos discos rígidos em ação.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.