Samsung atualiza seu processador Octa-core. Mais um titã à solta

Por Pedro Cipoli | 29.07.2013 às 07:30

Quando a Samsung anunciou a sua primeira versão do SoC octa-core que iria equipar o esperado Galaxy S4, muitas pessoas ficaram bastante ansiosas, mas sejamos sinceros: não foi o sucesso de vendas que a empresa esperava. O motivo? Bem, a performance não tinha nada de ruim, mas ainda assim perdia para a a versão do S4 com o Snapdragon 600, compatível com rede 4G e que oferecia uma autonomia ligeiramente maior. Quando publicamos o nosso artigo Por dentro do Exynos 5, processador que equipa o Galaxy S4, explicamos em detalhes sobre esse SoC que traz uma arquitetura híbrida, algo que a Samsung não só viu que deu certo como fez melhorias para a sua próxima geração de smartphones.

No primeiro Exynos 5 Octa, temos basicamente 4 núcleos de desempenho que rodam a 1,6 GHz baseados no Cortex-A15 que trocam de lugar com 4 núcleos de 1,2 GHz baseados no Cortex-A7 quando o importante é a economia de energia em uma abordagem conhecida como big.LITTLE, ou seja, um chip dual-quad-core. O novo chip, conhecido como Exynos 5 Octa 5420, vem com 3 atualizações importantes em relação à geração anterior: em primeiro lugar temos um clock mais alto com 1,8 GHz para os núcleos de desempenho e 1,3 GHz para os núcleos de economia de energia. Até aí nada de muito surpreendente, certo?

As novidades não páram por aí. A memória do chip também foi atualizada, agora com tecnologia LPDDR3 (baixo consumo) em dois canais (como PCs) e velocidades máximas de 1866 MHz, algo capaz de fazer até computadores de mesa se sentirem lentos. Outro ponto é a atualização de GPU, sendo a mesma que equipa o Nexus 10 (o que, aqui entre nós, deixa seus donos bem contentes), a Mali-T628 da ARM, só que com 6 núcleos. Como comparação podemos considerar que os smartphones mais rápidos do momento trazem GPUs com apenas 4 núcleos.

Exynos 5

Essas são novidades que realmente vão esquentar a corrida pelo smartphone ou tablet mais rápido do mundo. Estamos falando de uma atualização capaz de tornar o Exynos 5 Octa um concorrente sério do todo-poderoso Snapdragon 800 da Qualcomm, por muitos visto como o modelo mais potente da atualidade. Segundo o site AndroidAndMe, ainda não há benchmarks para comparar ambos e ver qual deles é o mais poderoso, e, mais importante ainda, que será mais amigo da bateria. Mas uma coisa é certa: será um duelo de titãs, ainda mais considerando que a Samsung garantiu que consguiu resolver a compatibilidade com o modem 4G.

Por coincidência daquelas que fazem novos iPhones serem "esquecidos" em alguns lugares do mundo dias antes do lançamento oficial, a Samsung pretende anunciar o chip e fazer demonstrações durante a IFA desse ano, uma das principais feiras de eletrônicos do mundo. É também a mesma data que veremos o lançamento do Galaxy Note III. Este sempre costuma ser uma super-versão do Galaxy S mais atual (no caso o Galaxy S4), então não será nenhuma surpresa que ele venha com a nova versão do Exynos 5 Octa.