Qualcomm paga multa milionária à China por práticas anticompetitivas

Por Redação | 10 de Fevereiro de 2015 às 15h47

A Qualcomm concordou em pagar à China uma multa de um valor nunca antes visto na história corporativa do país. Com o fim de 14 meses de investigações governamentais sobre práticas anticompetitivas, a empresa deve ao país US$ 975 milhões, de acordo com a Reuters.

O acordo da Qualcomm com a China também exige que a empresa reduza as suas taxas de royalties sobre as patentes que são usadas no país. As estimativas de lucro da companhia também foram reduzidas e devem chegar a custar apenas US$ 0,58 por ação, mas o piso da projeção de receitas foi levemente aumentado. Os investidores foram beneficiados com o valor da multa, pois as ações da Qualcomm subiram 1,6%, ficando em US$ 68,18 no After-Market.

O presidente executivo da entidade, Steve Mollenkopf, disse em entrevista à Reuters que isto remove uma significativa fonte de incerteza do negócio no país e posiciona o grupo a participar, de fato, do crescimento do mercado mobile na China. Agora, a Qualcomm afirma que espera um lucro entre US$ 3,56 e US$ 3,76 por ação para este ano fiscal.

A Qualcomm é apenas uma das várias empresas que enfrentam investigações na China devido a práticas anticompetitivas.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.