Qualcomm já se prepara para a internet LTE-Advanced

Por Redação | 21 de Novembro de 2013 às 18h29

A Qualcomm está preparando para o ano que vem novos chips móveis com a nova tecnologia capaz de agregar bandas de frequências que as operadoras de internet móvel estão começando a usar para a criação de uma internet banda larga LTE (4G) mais veloz: a LTE-Advanced.

A empresa diz que seus novos chips podem tirar proveito da capacidade do espectro com velocidades de até 300 Mbps, teoricamente. Várias operadoras de telefonia móvel já estão utilizando ou se preparando para a nova tecnologia, mas a velocidade final para um usuário não deve ser essa, pois depende também de outros fatores.

“Os consumidores podem esperar melhorias tremendas no mercado de banda larga móvel. No entendo, essas melhorias serão relativamente curtas, pois o aumento do uso exige um aumento da capacidade da rede,” disse Phil Marshall, analista do Tolaga Research, para a PCWorld.

A Qualcomm anunciou dois chips com essa nova tecnologia na última quarta-feira que devem começar a ser enviados, em quantidades de amostras, no início do ano que vem. Os novos chips, chamados 9x35 Gobi e WTR3925 RF, foram projetados para trabalhar com redes LTE que combinem múltiplas faixas do espectro para a geração de maior velocidade.

A agregação de bandas é parte do conjunto de melhorias para a criação de uma rede LTE-Advanced. Ao combinar múltiplas bandas do espectro em uma única banda virtual, as operadoras mobile podem atingir velocidades maiores e tirar proveito de todas as frequências que controlam. A Qualcomm diz que seus novos chips suportam qualquer método de combinação com faixas de 5 MHz, 10 MHz, 15 MHz e 20 MHz de espectro aprovados pelo 3GPP – supervisora do LTE.

No começo desse ano, a SK Telecom na Coreia do Sul alegou ser a primeira empresa que já disponibiliza a rede LTE-Advanced para os seus clientes através da agregação de bandas. A operadora combina duas bandas de 10 MHz e afirma que a velocidade, teoricamente, pode chegar a 150 Mbps.

A Verizon também já está combinando duas bandas de 20 MHz em alguns locais usando a tecnologia. A Sprint espera começar a utilizar a tecnologia no final do ano que vem, e no final de 2015, conseguir agregar três bandas de 20 MHz ao espectro.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.