MWC: Novo Snapdragon 820 terá "cérebro" capaz de aprender comportamento humano

Por Redação | 02.03.2015 às 17:06

O processador móvel de próxima geração Snapdragon 820 deverá incluir um "cérebro" com capacidades de computação cognitiva que permitirá ao hardware aprender com o comportamento do usuário, afirmou a Qualcomm durante sua apresentação realizada segunda-feira (2) durante o Mobile World Congress (MWC), em Barcelona.

De cordo com a PC World, a fabricante afirmou que as capacidades de aprendizado virão através da incorporação da plataforma Zeroth no chip, que permitirá ao Snapdragon 820 perceber padrões de comportamento humanos e até antecipar ações baseado em hábitos. Entre os dados que poderão ser coletados e analisados pelo chip estão a voz, sons, vídeos e imagens.

A grande diferença do chip é que as capacidades de computação cognitiva estarão dentro do hardware e não na nuvem, o que deve gerar respostas muito mais rápidas ao dispositivo. Durante a apresentação, a Qualcomm fez uma demonstração na qual um dispositivo carregado com a tecnologia Zeroth foi capaz de identificar uma pessoa em uma foto e tageá-la instantaneamente e de modo local, sem necessidade de se comunicar com a nuvem para identificar a pessoa.

A empresa afirma já ter mais de 30 aplicações diferentes para a tecnologia – algumas das quais já estarão no MWC. Entre elas, o chip poderá "ajudar" o usuário a fazer compras, baseado na localização das lojas mais próximas e gosto do usuário.

O Snapdragon 820 deverá substituir o atual chip 64-bit da Qualcomm, o Snapdragon 810, nos dispositivos móveis de topo de linha do mercado. O chip também será o primeiro a utilizar a arquitetura de CPU 64-bit Kryo, que está sendo desenvolvida há alguns anos dentro da Qualcomm. A expectativa é que as primeira unidades de teste com o Snapdragon 820 comecem a ser liberadas no segundo semestre deste ano – mas ainda sem data para os primeiros dispositivos chegarem ao consumidor final.