Intel e Toshiba anunciam nova tecnologia que permitirá fazer SSDs de até 10 TB

Por Redação | 31.03.2015 às 08:31
photo_camera Reprodução

Não faz muito tempo que comprávamos computadores com discos rígidos de apenas alguns gigabytes. Atualmente, facilmente encontramos opções que passam dos terabytes e têm uma velocidade de acesso assustadora, como é o caso dos SSDs. Há quem acredite que isso é mais do que suficiente, mas a Toshiba e a Intel acreditam que não.

Na última semana as empresas apresentaram uma nova tecnologia chamada "3D NAND", que promete não apenas baratear SSDs e outros dispositivos de armazenamento, mas também incrementar consideravelmente sua capacidade de armazenamento. A novidade prevê a substituição dos atuais chips de memória, compostos por um único bloco, por uma pilha de chips menores que podem ser agrupados em camadas. O resultado da brincadeira, segundo a Toshiba, são unidades SSD com assombrosos 10 TB de armazenamento.

Tanto espaço assim ainda é apenas uma possibilidade, já que, por ora, a empresa japonesa disse ter conseguido produzir apenas uma peça com 16 GB de capacidade de armazenamento com a nova tecnologia. Apesar disso, os conceitos da invenção já foram utilizados e ao todo foram aplicadas 48 camadas de células NAND de 15 nm.

A Intel, por sua vez, anunciou estar trabalhando num componente de armazenamento com 32 camadas NAND. Segundo a fabricante norte-americana, o primeiro dispositivo com sua marca deve chegar ao mercado daqui a no máximo um ano e virá com capacidade de 32 GB - o que significa que cada camada será responsável por armazenar 1 GB de dados.

Daqui para frente, a expectativa é que outras empresas comecem a trabalhar com o 3D NAND e a aperfeiçoem, já que a Toshiba está distribuindo amostras da novidade para outras fabricantes de chip. Se tudo ocorrer conforme o esperado, daqui a um ou dois anos veremos novos SSDs com capacidades bem acima do que estamos acostumados.

Fontes: Intel e Toshiba, via Engadget