Em breve, também será possível "tocar objetos" em realidade virtual

Por Redação | 01 de Outubro de 2014 às 13h46
photo_camera Kotaku US

Os avanços no campo da realidade virtual nunca foram tão promissores. Iniciativas como o Oculus Rift (da Oculus VR/Facebook) e o Projeto Morpheus (da Sony) provaram que ambientes virtuais para entretenimento e simulação podem ser realmente viáveis, ao contrário dos cenários mal feitos e limitados de décadas atrás. Mas e se além de passear por esses ambientes também fosse possível tocar objetos e sentí-los com seus dedos?

Essa é a proposta da Dextra Robotics, que está desenvolvendo uma espécie de luva exoesquelética que promete ao usuário sentir objetos virtuais com o seu tato como se estivesse tocando em objetos reais. As informações são do Kotaku US.

A estranha luva, chamada de STEM System, é uma espécie de armação composta por hastes que se prendem aos cinco dedos da mão e que são conectadas a servomotores. Esses servomotores são ativados dependendo da interação com o ambiente virtual, oferecendo respostas à medida que objetos são tocados na simulação.

STEM System - Protótipo

Os desenvolvedores descrevem o funcionamento do STEM System:

"Funciona da seguinte maneira: quando o avatar que você está controlando toca em um objeto digital, um sinal é enviado de volta via nosso SDK para o Dexmo F2 (nome dado a um dos componentes do sistema), fazendo com que os pequenos motores dobrem as juntas e travem o exoesqueleto. Quando você fecha seus dedos uma força normal será criada nas pontas deles".

Entretanto, a simulação tátil ainda está longe de ser perfeita: como a luva da Dextra Robotics está em fase de protótipo, ainda é necessário fazer diversos ajustes para permitir que variações de força e de pressão sejam sentidas pelo usuário. No momento, apenas a sensação de "tocar" ou "não tocar" é percebida, o que permite sentir o toque de objetos sólidos (como um tijolo), mas impede que se sinta o toque de objetos macios (como um travesseiro). O protótipo atual foi construído com uma impressora 3D, mas segundo a empresa o produto final deverá ser feito de metal.

A Dextra Robotics iniciará uma campanha no Kickstarter ainda este mês para viabilizar a construção do dispositivo em larga escala. Dependendo do interesse do público, especula-se que o preço final do STEM System deva ficar na faixa dos 200 dólares.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.