Drone ajudará municípios do RJ a gerirem recursos hídricos na agricultura

Por Redação | 17 de Março de 2015 às 17h21
photo_camera Divulgação

Um veículo aéreo não tripulado e controlado remotamente, conhecido como drone, fará o monitoramento ambiental de áreas rurais fluminenses. Tal iniciativa faz parte da fase de testes do programa Rio Rural, da Secretaria Estadual de Agricultura, que tem como objetivo inicial fazer o mapeamento do ecossistema das áreas ciliares, próximas às margens dos rios, para poder planejar ações sustentáveis do uso hídrico na agricultura, segundo informa a Agência Brasil.

Um voo experimental foi realizado no último dia 12 e foi observado por alunos de um colégio estadual de Nova Friburgo. Com duração de aproximadamente 30 minutos, o voo foi controlado pelo pesquisador Luis Esquivel, da Universidade de Colônia, na Alemanha, uma das instituições que são parceiras do projeto.

Outros projetos no Rio contam com a participação do governo alemão, como o de integração de Ecotecnologias e Serviços para o Desenvolvimento Rural Sustentável, que realiza pesquisas de desenvolvimento tecnológico. As universidades que apoiam o projeto são a Universidade Federal Fluminense (UFF), a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UFRJ).

Segundo o cronograma do projeto Rio Rural, o drone deve iniciar o trabalho a partir do meio do ano, depois de mais um teste sem data definida. Com um melhor planejamento do uso de água, os agricultores da região poderão, além de contribuir para o meio ambiente, incrementar a renda por meio da economia dos recursos hídricos.

"Estamos trabalhando para adaptar tecnologias, inclusive aquelas que não são específicas do setor agrícola, como os drones, e colocá-las a serviço de quem vive no campo, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida, das condições ambientais e produtivas", afirmou Christino Áureo da Silva, secretário estadual de Agricultura. O drone, além do monitoramento dos recursos hídricos, poderá ser utilizado no apoio à gestão de microbacias e ao manejo de práticas agropecuárias sustentáveis.

A Rio Rural informou que, em relação à segurança do tráfego aéreo da região, o drone irá sobrevoar a área em altitude bem inferior à dos aviões comerciais, portanto, sem interferência na circulação. A legislação brasileira exige que os aeromodelos estejam longe de áreas densamente povoadas ou perto de multidões. Também não é permitido ultrapassar a altura de 121,92 metros da superfície terrestre.

A ideia de utilizar o drone partiu dos custos relativamente baratos e da facilidade de acesso a lugares.

Fonte: http://www.ebc.com.br/noticias/2015/03/drone-vai-monitorar-area-rural-para-ajudar-no-uso-da-agua-na-agricultura-do-rio

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.