ARM e IBM criam kit de iniciação em desenvolvimento de dispositivos IoT

Por Redação | 25 de Fevereiro de 2015 às 13h45

As empresas ARM e IBM estão se mostrando interessadas em apostar em desenvolvedores amadores na fabricação de seus próprios dispositivos IoT (Internet of Things, ou Internet das Coisas). Para impulsionar a criação, ainda este ano será disponibilizado um kit de iniciação chamado "ARM mbed IoT Starter Kit - Ethernet Edition", com diversas ferramentas de desenvolvimento.

Segundo o PC World, as fabricantes afirmam que o kit fará com que os utilizadores consigam criar equipamentos preparados para usufruirem do cloud computing, além de terem a capacidade de receber ou transmitir alertas e dados para análise. O kit também vai acompanhar o sistema operacional mbed da ARM e terá suporte a ligações na nuvem BluMix, da IBM.

Kit ARM

As ferramentas são destinadas para quem tem pouca ou nenhuma experiência em desenvolvimento para a internet ou sistemas incorporados. Designs de protótipos também farão parte do kit para funcionar como um guia aos entusiastas na hora da montagem de um dispositivo, conectando-se ao BluMix. Ambas as empresas estão visando lucrar com a adoção em massa dos aparelhos de IoT, envolvendo diversos dispositivos interligados com casas e empresas inteligentes.

Segundo a fonte, a novidade chega em um mercado que está fragmentado e com uma grande variedade de hardware e sistemas operacionais. Com estas novas ferramentas de desenvolvimento, o mercado vai ganhar uma nova consistência nas ofertas de software e hardware para IoT, facilitando a interação entre eles.

Especificações

As ferramentas do kit possuem uma placa com um microcontrolador Freescale K64F Kinetis, com núcleo de processamento ARM Cortex-M4 rodando a 120MHz, conexão Ethernet que liga a placa com o serviço em nuvem BluMix, da IBM, que age como um guia de utilização da placa. Também acompanha LCD com gráficos 128x32, 1MB de armazenamento, alto-falante, joystick "five-way", sensor de temperatura, acelerômetro, potenciômetros e um PWM, linha de controle que faz modulação por largura de pulso e recebe os sinais digitais.

Em comunicado, a ARM diz que, futuramente, o kit de iniciação pode conter conexão via celular ou Wi-Fi. Ainda não há informações sobre preço e disponibilidade, mas o kit deve ser lançado ainda este ano.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.