AMD se prepara para o lançamento dos primeiros chips ARM para servidores

Por Redação | 18.06.2013 às 16:12

A AMD está se preparando para o futuro do mercado de servidores se voltando para os processadores móveis. A companhia se prepara para lançar no segundo semestre deste ano os primeiros processadores ARM para servidores — os novos processadores serão mais rápidos e poderosos do que os x86 de baixo consumo de energia que estão disponíveis no mercado. As informações são do site CIO.

A empresa revelou poucos detalhes sobre os novos chips ARM de 64 bits, que são conhecidos como Seattle, mas, ao que tudo indica, eles serão compostos por GPU com 16 núcleos. Os chips serão quatro vezes mais rápidos e eficientes do que os processadores quad-core Opteron X-Series para servidores de baixo consumo de energia, que são baseados na arquitetura x86.

Os processadores ARM têm dominado o mercado de smartphones e tablets nos últimos anos, e há quem já considere utilizá-los em servidores de processamento na nuvem. A HP e Dell já desenvolveram protótipos de servidores com núcleos ARM de baixo consumo de energia, que estão sendo usados em programas de testes e de referência.

As novas estratégias da AMD no mercado de chipsets podem proporcionar sua guinada sobre a Intel, e as medidas podem ser até mais importantes que a introdução dos processadores para servidores de 64 bits em 2003 e dos chips dual-core em 2004.

"Os servidores ARM devem chegar ao mercado de verdade em 2014, que é o ano da tentativa", afirmou Andrew Feldman, vice-presidente corporativo e gerente geral da unidade de negócios de servidor da AMD. O executivo ainda afirmou que a AMD acredita que entre 2016 e 2017 os processadores ARM para servidores corresponderão a 20% do mercado, que atualmente é dominado pela Intel com seus processadores x86.

Relatório chips servidores AMD

Roteiro processadores para servidores AMD (Foto: Divulgação)

A AMD tem perdido espaço no mercado de servidores para a Intel e seus chips Seattle devem indicar uma nova direção para os negócios da empresa. Em outubro do ano passado, a AMD encerrou sua dependência à arquitetura x86, quando anunciou o licenciamento dos processadores ARM de 64 bits e que iria começar a vendê-los em 2013.

Os processadores Seattle serão baseados no design do Cortex-A57, que é o primeiro processador ARM de 64 bits desenvolvido pela empresa. A CPU ARM da AMD também faz parte de um pacote que inclui Ethernet de 10 gigabits e interconexão Freedom Fabric, que será responsável pela conexão da CPU com outros componentes do servidor. A empresa deverá competir diretamente com outras empresas que também produzem processadores ARM de 64 bits, como a AppliedMicro e a Calxeda.

Ainda no próximo ano, a AMD irá lançar uma nova versão dos chips de baixo consumo de energia baseados em x86, intitulados Berlim, que prometem dobrar o desempenho dos processadores da série Opteron X. Esses processadores terão CPUs baseadas na nova arquitetura Steamroller e processadores gráficos internos que ajudarão a acelerar a computação. A AMD também atualizou seu roteiro de lançamentos para processadores high-end, que serão atualizados com a próxima geração dos chips Opteron, conhecidos como Warsaw, mais rápidos e eficientes do que os chips Opteron 6300.