AMD incorporará tecnologia ARM em seus processadores

Por Ultra Downloads | 15.06.2012 às 16:05
Fusion Developer Summit

A AMD - Advanced Micro Devices, segunda maior fabricante de processadores de desktops e laptops atualmente, anunciou na FusionDeveloper Summit deste ano que passará a incluir um co-processador desenvolvido pela ARM em seus chips em um futuro próximo. Com o declínio da venda de computadores em favor de dispositivos móveis, como tablets e smartphones, a AMD pretende ganhar uma boa fatia desse mercado, que hoje é praticamente inexistente, e trazer todo o poder de processamento gráfico de suas APUs Trinity para os tablets.

Parceria entre ARM e AMD

Isso não significa que poderemos rodar aplicativos tanto da plataforma x86 (32 bits) quando ARM em tablets e smartphones. O objetivo da AMD é utilizar um SoC (System on a Chip) desenvolvido pela ARM e baseado nas especificações Cortex-A5 para implementar uma solução de segurança via hardware chamada Trustzone (presente em todos os Cortex A, como Cortex A8, Cortex A9, Cortex A15 e assim por diante), tecnologia muito parecida com a Trusted Execution Technology da Intel.

Os equipamentos que utilizarem esse chip poderão garantir que os direitos autorais e propriedade intelectual de produtores de conteúdo sejam respeitados, o que é essencial para que aplicativos que fazem uso de tecnologia de streaming de vídeos possam ser instalados, como é o caso do Netflix, atualmente disponível para Android e iOS. Sem a tecnologia, a AMD terá problemas para fazer sucesso no mercado móvel.

Se a empresa conseguir implementar essas tecnologia com sucesso, poderemos ver no futuro tablets x86 (32 bits) rodando versões do Android e Windows 8 com um excelente desempenho e baixíssimo consumo de energia, como é marca de todas as APUs fabricadas pela empresa. A demanda crescente por conteúdo multimídia nos tablets e smartphones é uma oportunidade imperdível para a AMD em um mercado que atualmente é dominado por SoCs da ARM.

Cortex A5 acompanhará os processadores AMD

Acredita que a AMD conseguirá sucesso no mundo de dispositivos móveis? Conte para nós!