AMD fecha o quarto trimestre de 2012 com prejuízo líquido de US$ 1,18 bilhão

Por Redação | 23.01.2013 às 11:51

Na última terça-feira (22) a AMD surgiu com duas notícias no mercado. Enquanto a primeira diz respeito a dois novos executivos que vão fazer parte da equipe da companhia, a outra fala sobre os números atingidos no quarto trimestre de 2012, e que não são muito animadores.

Segundo os dados divulgados pela SEC dos Estados Unidos, órgão que regulamenta e desenvolve o mercado de capitais no país, a receita anual da empresa ficou na casa dos US$ 5,4 bilhões, o que representa uma queda de 17% em comparação a 2011. A AMD encerrou o ano de 2012 com um prejuízo líquido de US$ 1,18 bilhão.

Ao longo de 2012, a empresa, que é uma das mais importantes produtoras de chips do Vale do Silício, assistiu seus rendimentos despencarem em torno de 60%. A demanda por processadores da marca caiu, e a companhia, assim como muitas outras, está enfrentando algumas dificuldades com a expansão do mercado móvel.

"2012 foi um ano em que a AMD fez alguns investimentos essenciais e estratégicos para posicionar a empresa para o sucesso em um cenário de mudança na computação, investindo em tecnologia inovadora e estratégia ambidestra", escreveu a empresa em seu relatório para a SEC.

Como medida de corte de custos, a AMD diz que vai reduzir sua força de trabalho adicional, segundo o ArsTechnica. No entanto, ela ainda espera que a receita caia entre 6 e 12% no 1 º trimestre de 2013.

Novos executivos

A AMD investiu na contratação de dois engenheiros seniores com experiência no mercado de processadores. Segundo informações da Reuters, eles já passaram por empresas como Qualcomm e Apple.

Charles Matar, ex-Qualcomm, é especializado em design de chips de baixa potência e embutidos, enquanto Wayne Meretsky foi funcionário da Apple nos anos 90, onde trabalhava com o Mac. Meretsky vai chefiar o desenvolvimento de software para chips da AMD, e Matar vai assumir a vice-presidência do setor de desenvolvimento de SoC da companhia.