Para McAfee, Coreia do Norte derrubou vários sites na última sexta-feira (21)

Por Redação | 24.10.2016 às 20:46 - atualizado em 24.10.2016 às 23:51
photo_camera Foto: Divulgação

Você leu aqui no Canaltech que um ataque hacker derrubou vários sites na última sexta-feira, incluindo Twitter, Spotify, as redes de games Xbox Live e PSN, Reddit, Soundcloud e vários outros. O que aconteceu na verdade foi um ataque DDoS à Dyn, provedora de DNS destes e de vários outros gigantes da tecnologia. Até os internautas brasileiros sofreram com a instabilidade dos serviços, que teve como alvo a internet nos Estados Unidos.

E a pergunta que não queria calar era uma só: qual teria sido o intuito do ataque? Enquanto a maioria apostava em pura baderna a fim de causar o caos em pleno fim de semana, o figurão John McAfee (fundador da McAfee, empresa de segurança e antivírus da qual ele não faz mais parte) afirma que a culpa foi da Coreia do Norte. Para ele, o país estava tomando as rédeas do ataque.

Segundo McAfee, em entrevista ao CSO, um ataque desse porte teria de ser arquitetado por alguém determinado o suficiente para investir tanto tempo e técnica, além de apagar todos os rastros possíveis, como realmente ocorreu. Ele diz que na Deep Web há vários rumores e especulações ligando a Dyn à Coreia do Norte e o chamado Bureau 121, uma unidade de ciberguerra munida de 2 mil hackers e vinculada ao governo do país asiático.

Fora isso, para o ex-CEO da McAfee, o ataque teria maquiado seus rastros usando o nome da BackConnect, uma empresa americana que oferece serviços de proteção contra ataques de negação de serviço e que tem má reputação. "Se todas as evidências apontarem para esta empresa, então, com toda certeza, não foram eles", conclui.