Para McAfee, Coreia do Norte derrubou vários sites na última sexta-feira (21)

Por Redação | 24 de Outubro de 2016 às 20h46
photo_camera Foto: Divulgação
Tudo sobre

McAfee

Você leu aqui no Canaltech que um ataque hacker derrubou vários sites na última sexta-feira, incluindo Twitter, Spotify, as redes de games Xbox Live e PSN, Reddit, SoundCloud e vários outros. O que aconteceu na verdade foi um ataque DDoS à Dyn, provedora de DNS destes e de vários outros gigantes da tecnologia. Até os internautas brasileiros sofreram com a instabilidade dos serviços, que teve como alvo a internet nos Estados Unidos.

E a pergunta que não queria calar era uma só: qual teria sido o intuito do ataque? Enquanto a maioria apostava em pura baderna a fim de causar o caos em pleno fim de semana, o figurão John McAfee (fundador da McAfee, empresa de segurança e antivírus da qual ele não faz mais parte) afirma que a culpa foi da Coreia do Norte. Para ele, o país estava tomando as rédeas do ataque.

Segundo McAfee, em entrevista ao CSO, um ataque desse porte teria de ser arquitetado por alguém determinado o suficiente para investir tanto tempo e técnica, além de apagar todos os rastros possíveis, como realmente ocorreu. Ele diz que na Deep Web há vários rumores e especulações ligando a Dyn à Coreia do Norte e o chamado Bureau 121, uma unidade de ciberguerra munida de 2 mil hackers e vinculada ao governo do país asiático.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Fora isso, para o ex-CEO da McAfee, o ataque teria maquiado seus rastros usando o nome da BackConnect, uma empresa americana que oferece serviços de proteção contra ataques de negação de serviço e que tem má reputação. "Se todas as evidências apontarem para esta empresa, então, com toda certeza, não foram eles", conclui.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.