Hackers russos invadiram sistema confidencial da Casa Branca

Por Redação | 08.04.2015 às 12:19
photo_camera Foto:Andrey_Popov/Shutterstock

Foto:Andrey_Popov/Shutterstock

Há alguns meses, hackers russos conseguiram violar um sistema da Casa Branca e roubar informações cruciais sobre a programação diária e a comunicação do presidente Barack Obama. Os invasores tiveram acesso à informações potencialmente sensíveis, como detalhes não divulgados da agenda do presidente.

Todo o acesso foi garantido graças a um ataque do tipo phishing, que concedeu acesso a uma rede de computadores do Departamento de Estado, que por sua vez permitiu o acesso ao sistema da Casa Branca. A rede CNN atribuiu o ataque ao governo russo, mas o porta-voz do Conselho de Segurança dos Estados Unidos, Mark Stroh, não quis comentar a respeito da autoria da invasão.

Em outubro do ano passado, a Casa Branca notou atividades suspeitas em uma das redes que serve o escritório do presidente Barack Obama e logo o sistema foi desligado para que atualizações de segurança fossem instaladas. "Temos um sistema não confidencial e temos, então, um sistema confidencial, um sistema ultrassecreto. Não acreditamos que nossos sistemas secretos tenham sido comprometidos", explicou o vice-assessor de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Ben Rhodes.

Atualmente, as agências de inteligência dos Estados Unidos, o FBI e o Serviço Secreto norte-americano estão envolvidos na investigação do ataque cibernético, que foi considerado como um dos mais sofisticados já lançados contra o governo dos EUA.

Em 2010, a NASDAQ, bolsa de valores dos Estados Unidos especializada em ações de empresas da área da tecnologia, foi vítima de um ataque hacker. No entanto, o assunto só veio à público em 2014. Na ocasião, uma suspeita levantada foi que o malware foi criado pelo governo da Rússia, visto que a arquitetura do software é equivalente ao desenvolvido pelo país.

Saiba mais: Governo russo é principal suspeito de ataque hacker à NASDAQ

Fonte: CNN