Hackers invadem site do PT

Por Redação | 05.10.2015 às 12:54

Hackers invadiram na madrugada desta segunda-feira (5) o site oficial do PT. O ataque não envolveu o acesso a dados restritos ou roubo de informações, mas sim uma desfiguração completa da página inicial como protesto contra a corrupção. O logo do Partido dos Trabalhadores, por exemplo, ganhou as cores preto e branco, como no uniforme de um presidiário, e o número 171, que indica crime de estelionato, no centro.

Além da repetição da frase “PT corrupto” ao longo de toda a página, os hackers também deixaram uma mensagem, criticando também a falta de segurança na cidade do Rio de Janeiro e afirmando que o Partido dos Trabalhadores está rico com o dinheiro da população. Ao final, uma paródia em vídeo da música “Caraca, Muleke!”, do pagodeiro Thiaguinho, foi colocada como ataque a quem votou na presidenta Dilma Rousseff.

De acordo com a assessoria do partido, a invasão foi detectada em torno das 2h da manhã e a desfiguração ficou no ar por cerca de seis horas. Às 9h, o acesso normal ao site do PT já estava restabelecido. No momento em que esta reportagem foi escrita, a página não trazia nenhum sinal de ataque nem notas oficiais sobre o ocorrido.

Isso não significa, por outro lado, que o Partido dos Trabalhadores não tenha se pronunciado. Em nota oficial, repudiou o ataque e disse se tratar de mais uma forma de criminalizar o PT, além de configurar uma afronta à liberdade de expressão. A organização indica ainda que a origem do golpe foi o registro.br, órgão responsável pelo redirecionamento de domínios para serviços de hospedagem, e não uma brecha na segurança de seus próprios serviços.

Na desfiguração, os hackers NOV3, Plastyne, D3sconnect e B4CON assumiram a autoria do golpe, se identificando como parte de um grupo chamado Anarchy Ghost. O ataque também foi a única menção deles sobre o assunto, que afirmaram que o ato de hackear “não é um crime”, e sim, “uma arte em forma de protesto”.

Fontes: Partido dos Trabalhadores, G1